Professoras do CMEI juntamente com a personagem contadora de história "Vovó Consul".
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o tema “Ler é legal, a qualquer hora!”, alunos, familiares, professores, pedagogos e servidores do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Senador Álvaro Botelho, na Zona Oeste participaram do Dia da Motivação pela Leitura entre os estudantes, nesta quarta-feira (14). A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e deve contar com a participação de outras escolas municipais.

O dia da leitura é recomendado pela Lei Municipal nº 2.168, de 22 de setembro de 2016, que dispõe sobre a criação do Dia da Motivação da Leitura nas escolas da cidade de Manaus. A ação faz parte do programa Viajando na Leitura, desenvolvido Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Semed.

Atividades

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Senador Álvaro Botelho, na Vila Marinho, Zona Oeste, atualmente conta com 405 alunos distribuídos nos turnos matutino e vespertino; são crianças de 04 e 05 anos que participaram do Dia da Motivação pela Leitura.

A programação envolveu trabalho interdisciplinar como contos, fábulas, mural da leitura, atividades musicais, biblioteca móvel e também fará coleta de livros e gibis, doados pela comunidade à escola.

Para a avó Nelma Borges, estar participando da atividade juntamente com suas netas Hadassah e Hannah, lhe trouxe recordações da sua infância. As netas são gêmeas e estudam no 2º período. “Lembrei quando eu era criança, quando meu pai colocava o disco de vinil na vitrola para tocar músicas infantis.”, disse ao ver as atividades desenvolvidas.

Para a gestora Socorro Melo, o incentivo pela leitura pode começar desde cedo, independente da idade: “A leitura na Educação Infantil é essencial para formarmos bons leitores, por isso, se faz necessário que a família e a escola, se envolvam incentivando à leitura das crianças. O trabalho de incentivo também é feito em sala de aula, pois nessa fase, as crianças estão aprendendo a decifrarem os códigos do Alfabeto para lerem palavras; mas ter um dia como esse, ajuda e torna tudo mais didático e pode contar com a presença da família.”, afirmou a gestora.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •