Foto: Robervaldo Rocha
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) celebraram, nesta terça-feira (10), a assinatura do Termo de Cooperação Técnica para viabilização de estágio curricular não remunerado a estudantes da instituição de ensino. A parceria terá a validade de cinco anos e irá oferecer 29 vagas para diversas áreas acadêmicas.

O termo foi assinado na própria CMM pelo presidente Joelson Silva (PSDB) e pelo pró-reitor adjunto de Ensino de Graduação da universidade, Luiz Simão Botelho. O objetivo é formalizar as condições básicas para a realização de estágio de interesse curricular obrigatório, como estratégia de profissionalização, para complementar o processo ensino-aprendizagem do estudante regularmente matriculado na Ufam.

Joelson Silva ressaltou que a parceria enaltece os trabalhos da CMM, além  de contribuir para o desenvolvimento profissional dos acadêmicos.

“A cooperação faz jus ao que já ocorre na nossa gestão, que é abrir as portas deste poder para todos os segmentos. É, sem dúvida, uma colaboração que vai dar continuidade à trajetória de grandes profissionais”, ressaltou o presidente.

Luiz Simão destacou que a celebração do convênio é uma oportunidade aos estudantes, principalmente, para aqueles que precisam do estágio obrigatório para conclusão de curso.

“É uma porta que se abre entre a Universidade Federal do Amazonas e a Câmara Municipal de Manaus”, enfatizou o pró-reitor adjunto.

A Pró-Reitoria de Ensino de Graduação é responsável por coordenar as ações de ensino de graduação, acompanhando a vida acadêmica do aluno, desde a classificação em um dos processos de seleção (Processo Seletivo Contínuo, Enem, Processo Seletivo Extramacro) até a conclusão do respectivo curso e a colação de grau.

Memorial

Um dos locais a ser beneficiados com a presença dos acadêmicos na Câmara é o Memorial Carlos Zamith, que possui um trabalho baseado em pesquisa de fatos e catalogação de fotos, documentos, áudios e vídeos, cujo acervo está em fase de digitalização e ficará à disposição do público, por meio de todas as redes sociais da CMM, até o fim de 2020.

De acordo com a diretora da Programas Acadêmicos da Ufam, Lisângela Coutinho, a parceria é de extrema importância, pelo fato de a academia possuir várias áreas relevantes, cujos serviços podem contribuir para os trabalhos da Câmara. Uma das referências é o curso de Estatística, que pode servir para manipulação de dados e estudos de casos, além de contribuir para os trabalhos que hoje são executados pelo Memorial da casa legislativa.

“Temos também a área de Direito, Economia, História, Arquivologia, Biblioteconomia, entre outros. É importante que todos esses alunos tenham acesso a esse campo de trabalho que a casa legislativa oferece, principalmente, nesse projeto do Memorial da CMM, que resgata a história da Câmara e da cidade de Manaus”, disse diretora.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •