Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prazo de recadastramento dos aposentados e pensionistas da Fundação Amazonprev com aniversário em julho termina na próxima quarta-feira (31/7), e pelo menos 800 segurados ainda estão pendentes de recadastramento. Conforme a instituição previdenciária estadual, esses beneficiários ficam passivos de ter os pagamentos suspensos por falta da atualização cadastral anual e obrigatória.

“A chamada ‘prova de vida’ é uma obrigação legal do segurado, que pode ser realizada em qualquer dia do mês de seu aniversário na sede da Amazonprev, no Centro de Manaus”, adverte o presidente do órgão, André Luiz Zogahib.

Até o dia 15 deste mês, a Amazonprev havia registrado um total de 1.614 segurados não recadastrados, de um universo de 2.704 aposentados e pensionistas. Já no relatório emitido nesta segunda-feira (29/7) pela Gerência de Previdência, este número caiu para 818. “É prevista uma queda ainda maior para os últimos dias, período em que normalmente há intenso movimento de beneficiários de última hora no atendimento da instituição”, observa Zogahib.

Conforme dados da GPREV, julho é o terceiro mês seguido a chegar ao fim com um número alto de não recadastrados – em maio, o índice se manteve em alta até cair para 44, e em junho, encerrou-se com 299 (primeiro mês do ano a registrar mais de uma centena).

Última hora – A Fundação Amazonprev reitera que o recadastramento é, além de uma obrigação legal, a principal forma que a instituição tem para manter o controle dos benefícios de seus segurados, sendo imprescindível sua realização. O atendimento para os não recadastrados de julho ocorrerá até a quarta-feira (31/07), de 8h até 13h30.

A partir da quinta-feira (1º/8), já estará disponível o recadastramento dos segurados com aniversários em agosto.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •