Foto: Sérgio Castro/AE
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acusado de abusar sexualmente de dezenas de pacientes, o ex-médico Roger Abdelmassih, de 76 anos, teve a prisão domiciliar revogada para retornar à penitenciária II de Tremembé (SP).

A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), a pedido do Ministério Público (MPSP).

Roger Abdelmassih estava em prisão domiciliar desde abril deste ano por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo o portal R7, a polícia não o encontrou em um de seus endereços.

Preso desde 2009, o ex-médico foi condenado a 173 anos de prisão por estupros cometidos contra mulheres em seu consultório. Ele ficou em prisão domiciliar também em 2017, mas a decisão foi revogada.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •