Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A final da Liga dos Campeões será marcada pela presença de vários brasileiros de destaque. Neymar, Marquinhos e Thiago Silva são titulares incontestáveis do PSG, enquanto Thiago Alcântara (naturalizado espanhol) voltou ao time principal do Bayern após se recuperar de uma lesão. No entanto, na equipe alemã, há um nome que chega para a decisão sem a mesma moral que os demais: Philippe Coutinho.

O meia disputará nesse domingo sua primeira final de Champions League como reserva dos bávaros e sob uma grande desconfiança acerca de seu futuro, já que enfrenta dificuldades para desempenhar o mesmo bom futebol do período em que vestiu a camisa do Liverpool.

Sua passagem na Europa tem sido marcada por altos e baixos. Revelado pelo Vasco, foi vendido para a Internazionale em 2008 com apenas 16 anos, mas só se apresentou dois anos depois, quando chegou à maioridade. Já no clube italiano, Coutinho recebeu poucas oportunidades e foi emprestado ao Espanyol, da Espanha.

Quando retornou do empréstimo, continuou encostado na equipe Nerazzurri e acabou sendo negociado em 2012 com o Liverpool, clube em que teve o maior crescimento de sua carreira.

Defendendo os Reds, o brasileiro recebeu mais tempo dentro de campo e encantou o futebol inglês com seu estilo de jogo driblador, ágil e que resultava em gols e assistências para seus companheiros. Como consequência, foi um dos principais jogadores de grandes campanhas do time na Terra da Rainha, mas que não resultaram em nenhum título. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •