Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, por meio de sua Câmara Temática de Resíduos Sólidos, vem realizando uma série de pesquisa de interesse do setor desde o início da Pandemia no Brasil, configurada como calamidade pública desde 20 de março de 2020. A primeira Pesquisa 1.0 foi realizada nas 10 maiores capitais do Brasil e abordou a variação da coleta de resíduos sólidos urbanos e assemelhados logo no primeiro mês após a decretação do isolamento social na maior parte do Brasil (veja neste linkhttp://abes-dn.org.br/?p=34362).

Esta segunda Pesquisa 2.0 foi realizada entre 6 e 29 de maio, em todas as 27 capitais brasileiras com um retorno de 23 correspondendo a 85% das capitais e 93% da sua população.

Além de estender para o dobro de capitais em relação a Pesquisa 1.0, a grande novidade foi incluir a pesquisa sobre a coleta seletiva e a situação dos trabalhadores com relação ao coronavírus. Os resultados apontam para a redução da geração de resíduos domiciliares e da coleta seletiva. A pesquisa também mostra a incidência do coronavírus nos trabalhadores dos diferentes setores da limpeza urbana nas capitais brasileiras no período de isolamento pela pandemia da covid-19. O documento está disponível neste link: https://bit.ly/30vxGww.

O estudo foi apresentado, nesta quarta, 10 de junho, em uma transmissão online do programa ABES Conecta, que disponibiliza conteúdos qualificados online, com os temas mais relevantes do setor de saneamento ambiental. Clique aqui para assistir ao webinar: https://bit.ly/30BjIsG

Coronavírus e Saúde: confira outras publicações da ABES com as recomendações para o enfrentamento da pandemia (clique aquihttp://abes-dn.org.br/?p=34362)

Sobre a ABES

Com 54 anos de atuação pelo saneamento e meio ambiente no Brasil, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES reúne em seu corpo associativo cerca de 10.000 profissionais do setor. A ABES tem como missão ser propulsora de atividades técnico-científicas, político-institucionais e de gestão que contribuam para o desenvolvimento do saneamento ambiental, visando à melhoria da saúde, do meio ambiente e da qualidade de vida das pessoas.

ABES, há 54 anos trabalhando pelo saneamento e pela qualidade de vida dos brasileiros.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •