Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pelo segundo dia consecutivo, as unidades de saúde da rede estadual registram a menor taxa de ocupação desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). De acordo com o monitoramento da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), neste sábado (08/08), 28,66% dos leitos de UTI e 27,63% dos leitos clínicos estavam ocupados na capital.

Os dados apontam uma queda contínua no número de internações, que em abril chegou a registrar 96% dos leitos de UTI e 85% dos leitos clínicos ocupados nas unidades em Manaus.  

A redução nos números também são observados nas salas de urgência e emergência da capital. Dos 34 leitos disponíveis para Covid-19, apenas dois estão ocupados neste sábado, o que corresponde a 5,88% dos leitos.

Em Manaus, dos 165 leitos de UTI destinados para pacientes com Covid-19 da rede estadual, somente 47 estavam ocupados neste sábado. Já em relação aos leitos clínicos, dos 486 disponíveis, apenas 134 estavam ocupados, conforme balanço da Susam realizado com base nas informações repassadas pelas unidades. 

Para o secretário de saúde interino, Marcellus Campêlo, a redução é reflexo das ações do Governo do Amazonas no combate à pandemia tanto em Manaus, como nos outros 61 municípios do interior do Estado. 

“O Governo segue cumprindo o papel de melhorar a estrutura dos hospitais, manter o abastecimento de medicamentos e insumos, e monitorar diariamente os índices da Covid-19 em todo o Estado, para que todas as medidas, relacionadas a saúde estejam de acordo com a necessidade da população”.

Cuidados mantidos – Apesar da estabilização dos números da Covid-19 no Amazonas, o secretário reforça que a população precisa manter as medidas de prevenção. “Ainda estamos vivendo no período de pandemia. Todos devemos continuar com os cuidados de segurança sanitária, principalmente a utilização da máscara e lavar as mãos com sabão ou usar álcool em gel”, orientou.  

Delphina Aziz – O Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz, unidade referência no Amazonas para tratamento do novo coronavírus, que chegou a ter 100% de ocupação dos leitos de enfermaria e UTI, hoje apresenta uma nova realidade. Neste sábado, a unidade registrou ocupação de 32% dos leitos de UTI e 37% dos leitos clínicos. 

A gestão da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) elabora um plano de ação para a retomada dos atendimentos do Hospital Delphina Aziz no pós-pandemia. O objetivo é reforçar o sistema de saúde e promover a redução de filas para consultas e cirurgias. As medidas fazem parte da reorganização da rede de saúde já está em andamento e é uma determinação do governador Wilson Lima.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •