Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Crianças do maternal 3 do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Odete Ouga, bairro Petrópolis, zona Sul, participaram das atividades do “Clubinho da Honda”, em uma parceria entre a Prefeitura de Manaus e a empresa. A visita dos 34 alunos aconteceu na manhã de sexta-feira, 13/9, no Centro Educacional de Treinamento da Honda, no bairro Novo Aleixo, zona Norte.

No roteiro da visita, as crianças foram recepcionadas pelos personagens de trânsito Zig e Guarda Haroldo, depois foram para sala de aula de treinamento e assistiram um desenho sobre o trânsito. Além disso, elas participaram de alguns jogos educativos, passaram pela cidade mirim e andaram nas motinhas elétricas que simulam o trânsito e ainda receberam um livro do Clubinho e uma carteira de habilitação infantil.

O instrutor de pilotagem e coordenador do Clubinho da Honda, David Luiz, destacou o trabalho desenvolvido pelo projeto com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), que este ano já contemplou 30 escolas da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. “Na verdade, o Clubinho Honda é uma atividade lúdica, não procura só brincar com as crianças, mas ensinar tudo o que é certo ou errado dentro do trânsito”, explicou.

Para a gestora da escola, Amanda Macanoni, é uma chance de interação das crianças com a questão do trânsito. “Esse momento se deu por conta da Semana Nacional de Trânsito. A nossa escola, no decorrer do ano letivo, desenvolve diversas atividades extraclasse. A turminha do maternal sempre ficava de fora por serem pequeninos, mas dessa vez usamos somente as turmas do maternal, porque o local é mais aconchegante e seguro”, observou.

Segundo a professora do 1º e 2º períodos, Geane Sales Assunção, a escola já desenvolve um trabalho com a temática junto ao Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) – Gestão Trânsito. “Isso para as crianças é único e maravilhoso, porque elas vão vivenciar um trabalho que a escola já realiza graças a parceria entre a Semed e o IMMU. É ótimo para elas, desde cedo, vivenciarem e aprenderem a educação no trânsito”, completou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •