Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O casal acusado de torturar quatro crianças, causando a morte de uma delas, segue detido em Planaltina de Goiás. Eles devem passar por audiência de custódia nos próximos dias. Segundo a Polícia Civil, as crianças foram espancadas porque pediram comida a um vizinho

As vítimas da agressão, um menino de 8 anos, uma menina de 6 anos (que morreu por traumatismo crânioencefálico e um trauma no pescoço provocados pelos golpes sofridos), uma de 4 e um bebê de 1 ano são sobrinhas da moça, uma adolescente de 17 anos. Ela e o namorado, um rapaz de 19, estavam com as crianças há cerca de três meses, quando os pais delas foram presos, em Sobradinho, por tráfico de drogas.

Os seis moravam em um barraco no Setor Aeroporto, no município goiano a cerca de 48km de Brasília. Um vizinho teria feito a denúncia ao Conselho Tutelar, que foi ao local, mas não pôde entrar e acionou a polícia.

Todas as crianças tinham marcas dos abusos pelo corpo. Elas foram levadas ao hospital para os primeiros cuidados médicos e estão sob a tutela do Estado. O delegado Antonio Humberto Soares Costa, coordenador do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Planaltina de Goiás, representou ao Judiciário pela prisão preventiva para o adulto e internação da adolescente. 

Hoje, as crianças devem ser encaminhadas para um abrigo. “Ontem, a irmã da adolescente acompanhou a oitiva aqui, mas é o Judiciário é quem vai decidir o destino das crianças. Pode ser que fiquem com algum outro parente ou não”, afirma o delegado. (Com informações de Correio Braziliense)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •