Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O umbigo do recém-nascido causa preocupação para alguns pais, principalmente se eles não tiverem muita experiência nessas questões. Não há necessidade de se preocupar, pois os cuidados básicos são suficientes para que esse resíduo do cordão umbilical caia e cicatrize sem problemas.

Quando o bebê está no útero, ele é alimentado através do cordão umbilical. Após o nascimento, o cordão é cortado, pois não cumpre mais nenhuma função. O umbigo do recém-nascido é este resto que seca gradualmente, até que finalmente cai.

O cuidado do umbigo do recém-nascido visa basicamente evitar uma infecção. Basta manter uma higiene adequada e tomar algumas medidas preventivas simples para que isso não aconteça. Com as ações necessárias, em apenas uma ou duas semanas esse pedaço do umbigo cairá naturalmente.

O umbigo do recém-nascido

No nascimento, o médico ou parteira corta o cordão umbilical a cerca de 4 centímetros do abdômen do bebê. Isso é feito com a ajuda de pinças homeostáticas, cuja função é conter sangramentos. O restante do cordão é preso com pinças de plástico especiais.

A partir desse momento, o umbigo do recém-nascido inicia um processo de autodestruição. Ao longo dos dias, o toco seca, enruga e fica marrom, até que finalmente cai. Tudo acontece em um período de oito a dez dias. Para bebês nascidos através de uma cesariana, pode levar mais alguns dias.

Após a queda, fica uma ferida que leva de três a cinco dias para cicatrizar. Durante esse período, cuidados especiais devem ser tomados para evitar qualquer tipo de infecção ou outras complicações. Depois disso, não haverá outras preocupações relacionadas ao tema.

Os cuidados com o umbigo

Os cuidados com o umbigo do recém-nascido terminam quando a área cicatriza adequadamente. No entanto, existem muitos mitos, crenças e meias verdades. Antigamente, acreditava-se que a melhor maneira era passar álcool 70% no umbigo, sozinho ou em combinação com alguns antissépticos, como a clorexidina.

Vários estudos comprovaram que isso pode retardar a queda do umbigo; portanto, o álcool é aconselhável apenas se o bebê viver em um ambiente com pouca higiene. Caso contrário, a única regra de ouro é manter o umbigo limpo e seco. No Brasil, esta ainda é uma prática amplamente utilizada na maioria dos casos.

A higiene envolve algumas ações básicas, como as seguintes:

  • É aconselhável que você lave bem as mãos antes de dar banho ou trocar o bebê.
  • Você não deve arrancar o umbigo; ele cairá naturalmente quando chegar a hora.
  • Você pode dar banho no bebê sem nenhum problema; você só precisa secar bem o umbigo após o banho.
  • Se a área do umbigo ficar suja com urina ou fezes, limpe-a com uma toalha e água morna.
  • A área do umbigo deve ser mantida descoberta, impedindo que a fralda ou a roupa a cubra.

Cuidando do umbigo do recém-nascido

É aconselhável cuidar do umbigo do recém-nascido até que ele cicatrize completamente. Este é um procedimento simples, que você deve fazer após o banho. Basta seguir as etapas descritas abaixo:

  • Após o banho, seque suavemente o corpo inteiro do bebê.
  • Lave as mãos muito bem, com água e sabão.
  • Umedeça uma gaze estéril com uma mistura de água morna e sabão neutro ou com álcool 70% se o ambiente não for limpo.
  • Limpe toda a área ao redor do umbigo e a superfície muito bem.
  • Passe uma gaze limpa para secar bem a área.
  • Não use algodão nem produtos à base de mercurocromo ou iodo.

Sinais de advertência

Se a cicatrização não ocorrer após 20 dias, pode haver uma infecção – onfalite. Nesses casos, a área geralmente fica avermelhada e endurecida. Também haverá uma supuração ou secreção sangrenta e fedorenta. Se isso acontecer, você deve procurar o pediatra.

Quando o coto umbilical cair, é normal que haja um leve sangramento. Se for abundante ou não parar, é apropriado pressionar levemente a área com uma gaze estéril e consultar o médico. Às vezes, um granuloma umbilical de cor vermelha aparece na cicatriz do umbigo. Não é uma coisa séria, mas também merece uma consulta com o pediatra.

Em alguns casos também pode surgir uma protuberância, que corresponde a uma hérnia. Isso não é grave e geralmente desaparece após 2 ou 3 anos. Além disso, pode haver uma pequena protuberância na forma da tromba de um elefante, chamada umbigo de probóscide. O pediatra indicará os passos que você deverá seguir em cada um desses casos. (Portal R7)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •