Foto: Aguilar Abecassis (Dircom/CMM)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O curso de Almoxarife ofertado pela Escola do Legislativo Vereadora Léa Alencar Antony da Câmara Municipal de Manaus (CMM), em parceria com o Centro de Tecnologia do Estado do Amazonas (Cetam), encerrou, na tarde de ontem (17/7), com apresentações de maquetes de empresas fictícias feitas pelos grupos formados por 25 alunos, com o objetivo de demonstrar a importância da gestão de materiais em almoxarifado. O encerramento do curso ocorreu na sala de cinema, Silvino Santos da Casa.

A diretora da Escola do Legislativo, Ednelza Carvalho, destacou que o curso de Almoxarife foi ofertado pela primeira vez. Segundo ela, as aulas foram ministradas pelo professor Handsel Uchôa, do Centro de Tecnologia do Estado do Amazonas. Ela disse, que os 25 alunos aprovados vão receber um certificado de conclusão e ressaltou que esse documento vai enriquecer o currículo e ampliar a chance no mercado de trabalho.

“Verificamos a necessidade do mercado de trabalho e percebemos que a profissão de Almoxarife tem em qualquer empresa, e é indispensável dentro de uma organização, por isso o presidente da Casa, vereador Joelson Silva decidiu trazer o curso para ser ofertado aos servidores e a população em geral”, frisou.

Ednelza também destacou o excelente trabalho que os instrutores cedidos pelo Cetam vem realizando na Câmara Municipal. E disse que, a formação teve carga horária de 100 horas-aula e foi aplicada durante o mês de junho, na sede da Câmara Municipal de Manaus. O curso foi totalmente gratuito e possui certificação reconhecida pelo mercado de trabalho.

O instrutor do curso, Handsel Uchôa, contou sobre a importância que o curso de almoxarife representa para as empresas e considerou importante a parceria entre o Cetam e a CMM. “O objetivo do Cetam, em parceria com a CMM é que os alunos saiam com conhecimento sobre como montar a estrutura de uma empresa, armazenagem e conhecer o funcionamento, recebimento e distribuição de mercadorias de cada etapa, para que esse aprendizado os ajudem a conseguir uma vaga no mercado de trabalho”, afirmou.

O estudante de jornalismo, Walmir Brito, 19 anos, agradeceu a oportunidade que a Câmara Municipal em parceria com o Cetam proporcionou a população manaura e contou que durante o curso aprendeu que o profissional de almoxarife precisa dominar uma série de técnicas específicas, dentre elas a organização, planejamento, movimentação de carga, distribuição de materiais e controle de estoque.

“Quando realizei a minha inscrição para fazer o curso não tinha noção do que era a profissão de Almoxarife. Mas com toda a instrução que recebi por meio do professor, hoje saio com um amplo conhecimento sobre a profissão de Almoxarifado. E, pretendo passar esse conhecimento a frente sobre todo o processo que aprendi durante o curso”, contou Walmir Brito.

Também estiveram durante o encerramento do curso, a psicóloga, Mercedes Sena e a assistente social, Vânia dos Santos, representando o Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), no parque residencial Mestre Chico II, localizado no bairro da Cachoeirinha, zona sul de Manaus.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •