Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Após a divulgação do vídeo da reunião ministerial, realizada em 22 de abril, o jornalista José Luiz Datena, do Brasil Urgente, havia declarado que não entrevistaria mais o presidente Jair Bolsonaro. Agora, ele é chamado de “comunista”.

Na quinta-feira (28/05), ao noticiar o inquérito das fake news, o apresentador se revoltou com autores de notícias falsas. Ao vivo, Datena exibiu uma foto de si mesmo no qual surge vestido de vermelho, comandando o “Moscou Urgente”.

A montagem feita por internautas, contudo, caiu na graça do jornalista. Porém, foi veemente ao criticar Bolsonaro. “Olha lá ó, Moscou Urgente. O senhor [presidente] acha isso legal? Quem produz isso aqui? É gente decente da rede social? O senhor acha que passou pela minha cabeça ser comunista?”, indagou.

Logo depois, Datena declarou estar “de saco cheio” de fake news. Ao analisar a montagem mais uma vez, brincou: “Ficou até bom, vou mudar as cores do programa, ficou legal de vermelho”. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •