Arnoldo Santos, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas (SJPAM), jornalista Arnoldo Santos, rechaçou as declarações de Jair Bolsonaro em mais um ataque à imprensa na segunda-feira (6) ao afirmar que os jornalistas brasileiros são uma “raça em extinção”.

De acordo com Arnoldo Santos, disse que a declaração do presidente é típica de pessoas com conteúdo intelectual baixo.

“É mais um ataque deste senhor a uma categoria que lhe é crítica. Faz parte do seu discurso diário. Tenta diminuir a importância do profissional de jornalismo quando se depara com questões das quais não consegue fugir e nem responder. Prática típica dos poucos preparados e de conteúdo intelectual baixo”, finalizou Arnoldo.

Entenda o Caso

Em mais um ataque à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro afirmou na segunda-feira (6) que os jornalistas brasileiros são uma “raça em extinção” e acusou a Folha de escrever mentira.

Na entrada do Palácio do Alvorada, onde cumprimentou um grupo de eleitores, ele disse que cada vez menos pessoas confiam na imprensa e que a leitura diária de jornais envenena e desinforma.

“Quem não lê jornal não está informado. E quem lê está desinformado. Tem de mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Eu acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente]. Vocês são uma raça em extinção”, afirmou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •