Foto: Bruno Zanardo
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A delegada Emília Ferraz Moreira foi anunciada pelo governador Wilson Lima, nesta segunda-feira (17), como a nova titular da Delegacia Geral de Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), ela será a primeira mulher a assumir o comando da instituição no estado.

“A delegada Emília já tem histórico na polícia, alguém que tem um retrato da situação do Amazonas, sobretudo na questão do tráfico de drogas. É uma mudança estratégica. O doutor Lázaro Ramos fez um trabalho sensacional e vai para outra estrutura, e a gente continua no enfrentamento e combate ao tráfico de drogas”, explicou Wilson Lima.

O anúncio foi feito durante a inauguração da nova sede do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), na Compensa, zona oeste de Manaus. A mudança na Delegacia Geral, de acordo com o governador, vai intensificar o trabalho da polícia no Estado.

“Vamos ter algumas mudanças pontuais. Estamos colocando a polícia nas áreas onde há maior incidência do tráfico de drogas, trabalhando com a inteligência e com a antecipação. Estamos colocando policiamento ostensivo, fazendo apreensão de armas e drogas, e retirando de circulação bandidos que têm relação com o tráfico de drogas”, pontuou o governador.

Nascida no Piauí, Emília Ferraz integra a Polícia Civil desde 2001 e recebeu o título de cidadã amazonense em 2019 por serviços prestados na corporação.

Título de Cidadã Amazonense recebido em 2019

É mestra em Segurança Pública pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e dirigiu o DRCO por quase cinco anos. Foi delegada do gabinete institucional da Polícia Civil no Tribunal de Justiça do Amazonas e atualmente estava como presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Amazonas.

“Segurança é sempre um grande desafio. É um sistema muito grande que precisa de muita dedicação. A Polícia Civil já vem melhorando bastante seus índices, e com certeza, na nossa gestão, a gente vai tentar melhorar ainda mais o serviço prestado. Tenho quase 20 anos de polícia, já trabalhei em departamentos muito complicados, como o DRCO, inclusive fui a única mulher diretora desta divisão e que ficou mais tempo na direção”, afirmou Emília Ferraz.

DRCO

Pela primeira vez desde sua criação, em 2005, o Departamento de Crime Organizado tem uma sede própria. Antes, o órgão funcionava no prédio da Delegacia Geral. Com estrutura construída de 540m², divididos em recepção, 11 salas, três celas e dois cartórios, o prédio foi planejado de acordo com as necessidades do DRCO.

“É o primeiro prédio da polícia feito sob a demanda de quem vai utilizar, com suas peculiaridades e salas próprias, e desde o início acompanhamos a obra. O departamento agora tem a nossa cara. A gente recebe com muita alegria, de forma emocionada. Agora com a nova qualidade de estrutura, vamos continuar com o trabalho de excelência, de prestação de serviço público de qualidade”, enfatizou o titular do departamento, Sinval Barroso.

Atualmente a equipe do DRCO é composta por 11 investigadores da equipe de operações, três investigadores na busca eletrônica, cinco investigadores na análise criminal, quatro escrivães e quatro delegados: delegado Mario Júnior, delegado Danniel Antony, delegado Normando Barbosa e delegado Alexandre Moraes, chefiados por Barroso.

Investimentos – O governador Wilson Lima também anunciou, durante a entrega da sede do DRCO, que o Governo do Estado vai entregar, nos próximos dias, R$ 3,5 milhões em equipamentos.

“Vamos entregar micro-ônibus, novas viaturas, rádios satélites, miras holográficas; vamos entregar duas lanchas blindadas e vamos inaugurar a base arpão, no rio Solimões entre os municípios de Coari e de Tefé”, detalhou, ao afirmar, ainda, que esteve no Ministério da Justiça para pedir apoio às ações de repressão e controle.

“Fui junto ao Ministério da Justiça para pedir apoio, inclusive essa base arpão terá apoio do Ministério da Justiça, que se comprometeu, junto com a Polícia Federal, em reativar a base anzol e também intensificar o trabalho realizado pelo Centro de Inteligência que aqui está instalado. E a gente vai continuar com esse rigor para que o tráfico de drogas não tenha espaço”, enfatizou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •