Polícia Civil/ Divulgação
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mais cinco mulheres denunciaram Wellington Ribeiro da Silva, de 52 anos, considerado o maior estuprador em série de Goiás e um dos maiores do país. O criminoso é investigado agora em 52 casos de estupros. Desses, 22 foram confirmados por meio de exames de DNA. Com informações de Metrópoles.

O criminoso foi preso há cerca de duas semanas. Ele foi detido em uma via pública, no Setor Veiga Jardim, em Aparecida de Goiânia (GO). Em um dos 22 casos confirmados, abusou sexualmente de uma bebê de 5 meses, logo após ter estuprado a mãe.

A delegada Ana Paula Machado, que investiga os casos, afirmou que as mulheres começaram a procurar a delegacia desde a última quinta-feira (19/09/2019), quando a prisão do criminoso foi noticiada. Duas delas disseram que foram vítimas em Goiânia.

“As vítimas de estupro que nos procuraram após a prisão dele são de casos que já eram investigados. Agora, vamos apurar se também ele foi o autor”, explicou a delegada, de acordo com o portal G1. As características do crime são semelhantes.

Segundo a polícia, Wellington anunciava um assalto, obrigava as vítimas a subirem na moto, as levava para um lugar deserto, e praticava o crime. As ameaças eram feitas com uso de arma de fogo. Além disso, o criminoso não retirava o capacete, a fim de ocultar a identidade.

“As vítimas relataram que o homem sempre estava de moto e capacete, agindo em locais de pouca luminosidade. A gente sabe da dificuldade na identificação”, relatou Ana Paula. O próximo passo é confrontar novos materiais genéticos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •