Douglas Garcia Bispo (Foto: Ananda Migliano/Folhapress)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

E a política brasileira mais uma vez dando muita polêmica nas redes sociais! O deputado Douglas Garcia do PSL, que ficou famoso após assumir que é homossexual na ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), utilizou a sua conta na rede social no Twitter e, de novo, suas palavras homofóbicas repercutiram na mídia. Mas logo foi peitado por Pedro HMC.

Entenda o porquê da polêmica

Ao expor sua opinião de que é totalmente contra o movimento LGBT no Brasil, Douglas Garcia utilizou palavras grosseiras e desrespeitosas para tratar do assunto, que é tão delicado e está mais do que nunca em pauta no momento. O deputado, ao explicar o motivo pela qual não aprova a parada do orgulho gay, disse sem medo de represálias: “eu não sou depravado”, querendo dizer que todas as pessoas que participam e levantam a bandeira são depravadas.

A publicação do deputado do partido de Jair Bolsonaro despertou a fúria de muitos seguidores, que acusam as palavras do político como homofóbicas. Além de seguidores o questionarem e pediram respeito, o criador do maior canal LGBT do YouTube, Pedro HMC, rebateu o único político assumidamente gay do Partido Social Liberal (PSL).

Pedro, em resposta ao político, disse que Douglas só teve a liberdade e segurança de se assumir publicamente graças à luta do movimento LGBT. O influencer terminou a resposta dizendo que depravado era o deputado, que “até ontem” mantinha relações sexuais com homens enquanto fingia ser heterossexual. Óbvio que não demorou muito para que os tweets viralizassem. Milhares de comentários logo apareceram, curtidas pipocaram, gente contra e gente a favor do que Pedro HMC disse também quiseram fazer parte do debate. (TV Foco)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •