Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A nova direção do PP no Amazonas, representada pelos irmãos deputados, Átila e Belarmino Lins, decidiu  que a legenda não será coadjuvante no processo eleitoral de 2020.

De acordo com fontes do Fato Amazônico, os progressista, em sintonia com a Comissão Provisória do partido no Amazonas, começaram a tabular em seguidas reuniões os primeiros entendimentos com ênfase à sucessão municipal.

A informação ainda não é oficial, mas o nome de consenso é o da deputada Dra. Mayara Pinheiro.

“O PP quer ser protagonista em 2020; pensamos sim na majoritária”, disse uma das fontes que participou da reunião onde, supostamente, ficou definido que a deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro Reis, será a candidata do partido à Prefeitura de Manaus.

Mayara Pinheiro, a mais votada do Amazonas, com 50.819 votos de confiança dos amazonenses, se destacou na política amazonense como vice-prefeita de Coari ao lado do irmão Adail Filho.

Dos mais de 50 mil votos nas eleições de 2018, 11.376 foram obtidas pela parlamentar de primeiro mandato na capital amazonense.

De acordo com a fonte, um dos objetivos de Mayara Pinheiro em ser candidata à Prefeitura, é fazer uma base de vereadores na Câmara Municipal de Manaus, onde hoje a legenda não tem nenhum representante.

O PP hoje é maior bancada na Assembleia Legislativa do Estado, onde além de Mayara Pinheiro, conta com Dermilson Chagas, Álvaro Campelo e Belarmino Lins.

Na Câmara Federal o partido conta com Átila Lins.

Enquanto Mayara Pinheiro é a candidata dos progressistas à Prefeitura de Manaus, os planos dos Lins para a ex-deputada federal Rebecca Garcia, filha do empresário e médico Francisco Garcia, que por ano comandou a legenda no Amazonas, é a direção do Diretório Municipal do partido.

O convite para Rebecca Garcia comandar o Diretório Municipal do PP foi feito no inicio desse mês quando Átila Lins assumiu a presidência Comissão Provisória da legenda no Amazonas até dia 30 de dezembro deste ano.

Lins no Comando

O deputado federal Átila Lins desde a última quinta-feira (4) foi nomeado presidente da Comissão Provisória do PP no Amazonas até dia 30 de dezembro deste ano. Até ser nomeado presidente da sigla partidária, o empresário Francisco Garcia comandava o PP havia 10 anos.

A nomeação, assinada pelo presidente do partido, senador Ciro Nogueira, começou a valer desde 4 de julho de 2019. Além de Átila Lins, Ciro Nogueira nomeou, também, 14 membros para comporem a comissão.

O deputado Belarmino Lins, por exemplo, que figura entre os 14 membros, será o secretário-geral do partido no lugar de Walter Sipelli.

Ainda compõe a Comissão do PP no Amazonas, os deputados estaduais Álvaro Campelo e Dermilson Chagas e mais a deputada mais votada do pleito de 2018, Mayara Pinheira.

O primeiro ato de Átila Lins no comando do PP no Amazonas foi na sexta-feira (5), na sede do partido localizada no bairro do Parque 10 de Novembro, quando anunciou novas diretrizes do partido no estado.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •