Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O deputado estadual Capitão Assumção (PSL-ES) publicou uma foto da filha de 10 anos segurando uma arma em um estande de tiro. Na legenda, o parlamentar escreveu que aquele era “o verdadeiro empoderamento” e ainda zombou de um seguidor que o alertou de que estava cometendo um crime ao infringir o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Com informações de Metrópoles.

“Me prende, feminazi”, escreveu Assumção. A publicação foi apagada por volta das 20h na sexta-feira (25/10). “Ensinando às nossas filhas o verdadeiro empoderamento! NUNCA SERÁ FEMINAZI! #bolsonaro #brasil #direita #bolsonaropresidente #jairbolsonaro #sergiomoro #psl #politica #bolsomito #mulalivre #jairmessiasbolsonaro #direitaconservadora #globolixo #conservadorismo #PMES #elesim #moro #forapt #conservador #ptnuncamais #eduardobolsonaro #lavajato #mito #melhorjairseacostumando #carlosbolsonaro #brasilacimadetudo #flaviobolsonaro #lulanacadeia #capitaoassumcao”, escreveu na legenda.

Em setembro, o deputado se envolveu em outra polêmica ao oferecer R$ 10 mil, durante discurso na Assembleia Legislativa do Espírito Santo a quem matasse um suspeito de assassinar uma jovem na região metropolitana da Grande Vitória. O Sindicato dos Advogados do Espírito Santo publicou uma nota de repúdio ao post de Assumção, além de ter solicitado que medidas sejam tomadas pelo Ministério Público e pelas as autoridades de proteção e defesa da criança e do adolescente.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •