Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Respondendo a ação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por agredir um guarda municipal ao ser abordado sem máscara caminhando pela praia em Santos, o desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) foi flagrado na quarta-feira (5) sem a proteção contra o coronavírus por uma moradora da cidade do litoral paulista.

A mulher, que não quis se identificar, enviou a foto do desembargador com a máscara no pescoço caminhando pela praia ao portal G1, da Globo, e disse que chegou a indagar Siqueira, que teria debochado dos guardas, dizendo que ‘não dá bola’ e que eles ‘poluem a praia’.

Segundo a mulher, o magistrado estava caminhando pela faixa de areia, com a máscara no pescoço, enquanto falava ao celular, do Canal 4 até o Canal 5, por cerca de 20 minutos. Ao avistar uma viatura da GCM, Siqueira teria “dado meia volta e colocou a máscara”.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •