Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Para celebrar o Dia Mundial da Alimentação, comemorado dia 16 de outubro, a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), por meio da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional no Amazonas (Caisan/AM), vai realizar uma série de eventos no período de 14 a 19 de outubro. A programação envolve degustação de sucos naturais, feira de produtos regionais e palestra sobre Slow Food. Além disso, será realizada uma programação especial nos restaurantes e sopões administrados pelo órgão.

A semana inicia com uma programação interna voltada aos servidores que vão poder fazer degustação de sucos naturais. A ação acontece nesta segunda-feira (14/10), no horário das 8h às 9h30, na recepção da Seas. Na ocasião, os servidores receberão um folder explicativo de como o suco foi feito e seus benefícios à saúde.

Na quarta-feira (16/10), será realizada uma feira de produtos regionais da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), voltada ao público interno e externo, no horário das 8h às 15h. Além da venda de alimentos cultivados por produtores locais oriundos de associações e cooperativas, como mamão, laranja, limão, acerola, cupuaçu e rambutã, serão comercializadas verduras e folhagens em geral.

Paralelamente, serão desenvolvidas na feira várias ações, como avaliação nutricional feita por especialistas da área; doação de mudas por parte do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); e distribuição de folders explicativos sobre a importância de se ingerir alimentos saudáveis, que proporcionem uma alimentação adequada para o corpo humano.

Na quinta-feira (17/10) a programação vai ser no Auditório da Seas, a partir das 15h30 voltada aos servidores do órgão. Será feita uma palestra sobre Slow Food, seguida de degustação baseada nas propostas do movimento. O princípio básico do movimento é o prazer de consumir alimentos artesanais de qualidade especial, produzidos de forma que respeite tanto o meio ambiente quanto as pessoas responsáveis pela produção e os consumidores.

O Slow Food nasceu em 1986 em Turim, na Itália, quando jovens locais se rebelaram contra a instalação de uma unidade do McDonald’s. Ao longo do tempo o movimento ganhou força e se tornou uma associação internacional sem fins lucrativos, que é apoiada pelo Brasil.

A secretária-executiva da Caisan/AM, Erika Bernardes, informou que na Seas serão três dias de programação, sendo dois voltados aos servidores (degustação dos sucos e palestra sobre Slow Food) e um aberto ao público (feira da ADS). A ideia, conforme Erika, é conscientizar a população da importância de se ingerir produtos naturais, sem a adição de conservantes, o que é melhor para a saúde.

Ampliar conhecimentos – Além disso, a Seas está preparando uma programação especial nos quatro Restaurantes Populares Prato Cidadão e nos três SOS Cidadão (sopões), nos dias 14, 15, 17 e 18 de outubro, para celebrar o Dia Mundial da Alimentação. As nutricionistas vão desenvolver nesses locais a “Prática da receita de Pão de Arroz” como forma de propiciar mudanças de hábitos e um conhecimento maior sobre uma alimentação de forma saudável com benefícios para a saúde, além de contribuir na geração de renda. Em todos esses locais foram abertas inscrições para até dez usuários participarem da produção do pão de arroz.

A gerente de Segurança Alimentar e Nutricional (GSAN), Kaliny de Souza Lira Alves, disse que a escolha pela receita de Pão de Arroz está no fato de propiciar às donas de casa, mulheres desempregadas e até homens, que já trabalham com panificação, ou não, a chance de ter um novo tipo de alimento para vender.

“O pão de arroz é sem glúten e fácil de fazer, portanto se torna uma receita barata. Tem gasto máximo de R$ 5 a R$ 6, e o pão pode ser vendido por até R$ 12, tornando-se uma fonte de renda”, explicou ela, informando que os pães de arroz feitos na oficina serão utilizados para degustação da feira da ADS, que acontece na Seas na quarta-feira (16/10).

Na segunda-feira (14/10), as nutricionistas da Seas vão fazer a receita no SOS Sopão unidade Rio Piorini e Prato Cidadão do Centro, às 9h; na terça (15/10), vai acontecer no SOS Sopão do Parque São Pedro e Prato Cidadão da Compensa, às 9h; na quinta (17/10), a ação terá lugar no SOS Sopão do Alfredo Nascimento e no Prato Cidadão do Jorge Teixeira, às 9h; e na sexta (18/10), será a vez do Prato Cidadão do Novo Israel, também às 9h.

O Dia Mundial da Alimentação é celebrado em mais de 150 países no mundo, e foi criado pela Fundação da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (Food and Agriculture Organization – FAO), fundada em 1945. A data tem como objetivo alertar sobre a importância da alimentação saudável, acessível e de qualidade, chamada de “Segurança Alimentar e Nutricional”.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •