Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A embreagem é um dos sistemas mais importantes do conjunto mecânico de um automóvel ou de qualquer outro veículo, sendo fundamental para garantir o funcionamento correto do aparato e, falando num modo mais prático, fazer com que você se locomova sem quaisquer complicações.

Composta por componentes como platô, disco e rolamento, além de cabo ou sistema hidráulico, rolamento e o pedal de embreagem, o sistema de embreagem fica posicionado entre o motor e a caixa de câmbio que tem como principal função transmitir a força produzida pela unidade para a caixa de câmbio.

Em automóveis de passeio comum, a embreagem tem concepção um tanto quanto simples. Normalmente, você pisa na embreagem para que saia da inércia com o veículo, realize frenagens e trocas de marcha, estacione o seu automóvel, entre outros. Entretanto, você sabe realmente o que é uma embreagem, como ela funciona corretamente e quais são os cuidados necessários para garantir o pleno funcionamento do conjunto?

Separamos abaixo algumas dicas sobre o assunto. Confira:

Há uma série de dicas que você pode aplicar na condução do seu automóvel. A primeira delas, para evitar o desgaste prematuro do disco de embreagem, é soltar o pedal da embreagem suavemente após engatar a primeira marcha – em média a partir de uma rotação de cerca de 2 mil rpm. Com isso, o carro começa a andar e, assim, o sistema não ficará sobrecarregado a ponto de prejudicar o funcionamento de alguns componentes, como o próprio disco.

Além disso, você deve utilizar a embreagem somente em situações necessárias, como para as passagens de marcha.Ou seja, nada de parar num sinal e ficar “segurando” o seu carro na primeira marcha com o pé fincado no pedal de embreagem. Neste caso, o recomendado é colocar o câmbio na posição neutro e engatar a primeira marcha somente após o sinal verde.

É preciso ainda dispensar aquele hábito de “descansar” o pé sob o pedal de embreagem. Essas práticas costumam provocar o aquecimento excessivo do sistema e também o desgaste prematuro das peças.

Outra dica é não utilizar a embreagem como freio numa rampa, por exemplo, que também causa o desgaste excessivo do disco de embreagem. Para tal, utilize somente o freio do carro.Fora isso, jamais arranque com o câmbio em segunda ou terceira marcha. Utilize somente a primeira marcha e empregue as demais de acordo com a velocidade e também a rotação do motor.

Você já deve ter ouvido o termo “embreagem queimada”. Isso acontece quando o motorista promove uma aceleração forte e não solta o pedal de embreagem o suficiente. Esta prática faz com que haja desgaste maior nos componentes da embreagem e também um aumento do consumo de combustível. Sendo assim, faça uma sincronização correta do pedal de embreagem com o pedal do acelerador.

Quando devo trocar a embreagem do meu carro?

Normalmente, o sistema de embreagem de um automóvel dura em média 40 mil a 60 mil quilômetros. Entretanto, este intervalo pode variar para mais ou para menos dependendo do estilo de condução do motorista. É provável que a embreagem tenha uma duração menor que o previsto. Neste caso, ela provavelmente apresentará alguns sinais.

Entre eles, uma vibração ao tirar o pé da embreagem; pedal da embreagem muito baixo ou muito alto; pedal da embreagem duro e pesado; ruído ao pisar no pedal da embreagem; dificuldade para realizar as trocas de marcha; e embreagem “patinando” ao tirar completamente o pé do pedal, provocando a perda de força de transmissão.

Caso o seu veículo apresente alguns desses “sintomas”, o mais recomendado é encaminha-lo a uma oficina especializada. Lá, o mecânico irá fazer a substituição do sistema de embreagem com peças que podem ser adquiridas em lojas online como o site autopecas24.pt ou lojas físicas, provavelmente fazendo a troca do sistema por completo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •