Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A ex-presidente Dilma Rousseff e o PT foram condenados em R$ 75,4 mil por não terem pago a encomenda de 41.500 bandeiras eleitorais que seriam utilizadas na campanha presidencial de 2014. A decisão é do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), mas ainda cabe recurso. Com informações de Metrópoles.

Feitas pela empresa Angela Maria do Nascimento Sorocaba ME, as bandeiras tinham estampado os rostos de Dilma e Alexandre Padilha, que concorreu ao governo de São Paulo pelo partido. As informações são do colunista Rogério Gentile, do portal Uol.

Em defesa, a ex-presidente alegou que nunca recebeu as encomendas da campanha. Ainda, o diretório nacional da legenda se esquivou da acusação e disse que a responsabilidade da compra era do diretório estadual de São Paulo.Porém o desembargador Melo Colombi, relator do processo, não aceitou as argumentações e afirmou que a empresa provou as entregas e, inclusive, a utilização do material durante o período eleitoral. “O Diretório Nacional do PT pode não ter assinado o recebimento dos produtos, mas isso não acarreta inexistência de sua responsabilidade por serviço prestado em seu favor”, disse o desembargador. Segundo ele, cabe ao diretório nacional do PT cobrar o estadual. “Não pode, porém, deixar de pagar por produto e serviço devidamente entregue”, escreveu.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •