CMM homenageia arcebispo de Manaus Dom Sérgio Castriani. Foto:Alex Pazuello/Semcom
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em reconhecimento aos relevantes serviços de evangelização prestados à população, o arcebispo metropolitano dom Sérgio Eduardo Castriani recebeu na tarde desta quinta-feira, 8/8, a Medalha de Ouro Cidade de Manaus. A entrega da outorga aconteceu em uma sessão solene no plenário Adriano Jorge, na Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Representando o prefeito Arthur Virgílio Neto e a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania, Conceição Sampaio, prestigiou a solenidade.

“Venho trazer, em nome do nosso prefeito e da nossa primeira-dama, um agradecimento a esse homem tão valoroso que é dom Sérgio. O mundo precisa de bons exemplos e precisamos exatamente de pessoas que tenham esse senso de missão. Então, nós estamos aqui reconhecendo toda essa iniciativa da Câmara Municipal de Manaus, que dedica ao arcebispo essa outorga, que é a medalha mais importante desta Casa. É maravilhoso poder aplaudir pessoas que dão a própria vida para mudança do mundo que nós estamos vivendo”, destacou Sampaio.

Na ocasião, em alusão ao Dia do Padre, comemorado no último domingo, 4, outros nomes da Igreja Católica também foram certificados por levar o evangelho pela Amazônia de maneira diferente, preservando a cultura e a identidade dos ribeirinhos e indígenas.

“A igreja vive um momento muito particular de preparação do Sínodo da Amazônia. O Vaticano vai discutir a nossa região. Dom Sérgio tem uma opção preferencial pela Amazônia há 40 anos e, desde 2013, dirige a Arquidiocese Metropolitana de Manaus. Portanto, essa homenagem é mais do que justa a alguém que se faz presente entre nós e não mede esforços para nos evangelizar e nos anunciar a palavra de Deus”, disse o vereador Elias Emanuel (PSDB), propositor da homenagem.

Mesmo com dificuldades para expressar sua alegria, o arcebispo metropolitano fez questão de agradecer pessoalmente pela celebração. “Quero agradecer a todos. Foi muito bom receber essa medalha e poder prestigiar essa homenagem aos padres, que são nossos verdadeiros irmãos. Muito obrigado, muito bom estar aqui, muito bom estar em Manaus”, disse emocionado.

Além de apresentações artística e musical, discussões sobre os desafios da igreja, a partir do Sínodo da Amazônia, que acontecerá em outubro deste ano no Vaticano, foram levadas ao público presente para despertar reflexão sobre a importância da região Norte.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •