Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Instituto Apex, clínica voltada ao cuidado global da saúde, lançou um e-book com dicas para a prevenção de quedas em idosos, muitas vezes relacionadas à osteoporose, que provoca o enfraquecimento dos ossos.

No e-book, que pode ser acessado no link  www.institutoapex.com.br, o médico ortopedista, Marco Aurélio de Campos Silva, fundador do Instituto Apex, traz uma nova abordagem para o tratamento da osteoporose, focada na prevenção da doença ao longo da vida.

“Quando o idoso já apresenta sinais de enfraquecimento ósseo existem outras formas de tratamento, independente do uso de medicamentos, prevenindo riscos de fraturas e quedas”, comenta Dr. Marco Aurélio.

A osteoporose é o enfraquecimento dos ossos por falta de cálcio, vitamina D e atividades físicas ao longo da vida. Para evitá-la, o médico recomenda a prática de atividade física. “Muitas crianças e jovens hoje ficam pouco expostos ao Sol e não fazem atividades físicas. O osso é igual a um investimento: é ideal começar a praticar exercício desde jovem, pois quanto mais reserva óssea você tiver, mais osso você tem para perder sem chances de chegar à osteoporose”, explica.

O médico destaca que a musculação é ideal para o fortalecimento dos músculos e articulações e alerta que, apesar da hidroginástica ser indicada para diversos benefícios, ela não agrega no caso da osteoporose.

A doença acomete mais mulheres por terem um estoque ósseo menor e pela questão da alteração hormonal, que acontece geralmente entre os 45 e 55 anos. Nessa fase, a mulher perde mais massa óssea e por isso ter reserva é importante.

Ele explica ainda que a perda de massa óssea ocorre naturalmente a partir dos 30 anos,  mas pode se agravar na menopausa, lembrando que o tabagismo também aumenta as chances de osteoporose.

As fraturas típicas da osteoporose em mulheres são no quadril, na coluna lombar e no punho. Na coluna, começar com uma pequena fratura e piorar com o tempo. “Dessa forma, a atividade física é importante para e evitar quedas e, se houver, é possível não fraturar, evitando intervenções cirúrgicas num osso já enfraquecido”, destaca.

Para idosos, exercícios funcionais podem ajudar a fortalecer os ossos e prevenir quedas, como simplesmente realizar tarefas do dia a dia, levantando-se ou sentando-se corretamente com o apoio das mãos. “Esse tipo de gesto ajuda a gerar mais independência física ao idoso que passa a conseguir fazer as coisas com o peso do próprio do corpo, melhorando coordenação, força e equilíbrio”, comenta. Acrescentando que a alimentação saudável e a hidratação também contribuem para a maior reserva óssea.

O médico alerta ainda que o uso prolongado e ininterrupto da classe de medicamentos de bifosfonatos, indicados para tratamento da osteoporose, também pode causar fratura no osso. “O uso ininterrupto desses medicamentos pode causar excesso de rigidez nos ossos, provocando fraturas, em locais  atípicos neste público (no  meio do fêmur) e o típico seria  no quadril”, detalha.

Osteoporose X artrose

Um erro comum é pensar que artrose é a mesma coisa que osteoporose. A osteoporose é o enfraquecimento dos ossos, que assume uma aparência porosa. Já a artrose é o desgaste do osso que só acomete a articulação, provocando dor nessas juntas. No caso da osteoporose, a dor só aparece de houver fratura no osso.

Sobre o Instituto Apex

O instituto Apex é uma clínica médica voltada a proporcionar qualidade de vida e performance às pessoas. Com olhar humano, a clínica pratica os mais recentes conceitos da boa prática médica em uma equipe interdisciplinar. O objetivo é recuperar a qualidade de vida das pessoas com modelo de prevenção e tratamento das doenças através dos conhecimentos médicos e da pratica de atividade física.

O instituto foi fundado pelo médico ortopedista, Marco Aurélio de Campos Silva. Ele é especialista em cirurgia do quadril, em reconstrução e alongamento ósseo e membro titular Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, da Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico e da AO trauma. Também é responsável pelo grupo de trauma ortopédico do Hospital Santa Marcelina e é coordenador do serviço de Ortopedia e Traumatologia do HospitalDay Ermelino Matarazzo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •