Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa tornou público, para consulta, o Edital de Seleção de Propostas para Autorização de Uso sem Ônus dos Equipamentos Culturais do Estado, visando a realização de atividades artístico-culturais, que farão parte específica da Programação Cultural em 2020.

O documento está disponível na aba “Editais” do Portal da Cultura, e as sugestões poderão ser enviadas para o e-mail da Central de Programação da Secretaria, conforme informado no edital, até as 12h desta quinta-feira (09/01).

O edital prevê a disponibilização de equipamentos culturais para realização de atividades artístico-culturais abertas ao público, sem cobrança de bilheteria, nos diversos segmentos e modalidades: Cinema, Dança, Música, Teatro, Circo, Ópera, Literatura; Artes Plásticas e Visuais; Culturas Populares, Afrodescendentes e Indígenas; Ideias e suas transversalidades, entre outras. As atividades poderão ser produzidas em diversos formatos, como espetáculo, show, festival, mostra, recital, sarau, colóquio, workshop, oficina, seminário e palestra.

Os espaços culturais disponibilizados para realização das atividades são: Casa das Artes, Largo de São Sebastião, Galeria do Largo, Museu Casa Eduardo Ribeiro, Palacete Provincial; os centros culturais Palácio Rio Negro, Palácio da Justiça, Povos da Amazônia e Usina Chaminé; os parques Senador Jefferson Péres e Rio Negro; as praças Antônio Bittencourt (Praça do Congresso) e Heliodoro Balbi (Praça da Polícia); e os teatros da Instalação e Gebes Medeiros.

Também são disponibilizados no edital os cineteatros Guarany, Aldemar Bonates, Comandante Ventura e Padre Pedro Vignola; as bibliotecas Pública do Amazonas, Genesino Braga, de Artes, Braille, Mário Ypiranga Monteiro e Arthur Cezar Ferreira Reis; e as salas de leitura dos centros estaduais de convivência da família Magdalena Arce Daou e Padre Pedro Vignola, e do Centro Estadual de Convivência do Idoso.

Poderão participar da seleção pessoas físicas, maiores de 18 anos, e pessoas jurídicas com ou sem fins lucrativos.

O processo de seleção será realizado em duas fases (Técnica e Documental), por uma comissão composta por dez membros, sendo três representantes da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, dois da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e cinco representantes da sociedade civil, por meio das entidades representativas das linguagens artísticas e/ou de instituições de Ensino Superior.

Após a análise das sugestões apresentadas pela população, o edital será publicado no Diário Oficial do Estado. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •