Paola de Orte/Agência Brasil
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma comitiva brasileira vai viajar na noite desta quinta-feira (29/08/2019) para os Estados Unidos para um encontro na tarde de sexta-feira (30/08/2019) com o presidente norte-americano Donald Trump. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o assessor da presidência para assuntos internacionais, Felipe Martins, devem ser recebidos na Casa Branca, sede do governo, na capital Washington D.C.

De acordo com Eduardo, que espera a indicação oficial do pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), para o posto de embaixador brasileiro nos EUA, entre os assuntos a serem tratados com Trump estão um agradecimento pela defesa dos interesses brasileiros reunião do G7, que ocorreu no último fim de semana, e a ajuda dos EUA no combate aos incêndios amazônicos.

“Espero uma boa conversa. O presidente Trump dá muita abertura, é uma pessoa muito simples, assim como o presidente Bolsonaro”, disse o parlamentar na tarde desta quinta (29/08/2019), na Câmara dos Deputados.

A indicação de seu nome para embaixador, ainda segundo Eduardo, não deverá ser tratada com o presidente americano. “Ele já apoiou meu nome, já me elogiou. Os Estados Unidos já deram o apoio oficial. Embaixada tenho que falar com os senadores, são eles que vão decidir se vou ou não”. Mesmo após insistência dos repórteres, Eduardo não relacionou a visita aos EUA com o processo de indicação. “Eu vou como deputado federal. A minha boa relação (com Trump) já é notória, modéstia à parte”.

O presidente Jair Bolsonaro também comentou brevemente, na tarde desta quinta (29/08/2019), a viagem do filho aos EUA. “Daqui a pouco Eduardo viaja aos Estados Unidos e vai se encontrar com Donald Trump. Quero agradecer publicamente aqui o senhor Donald Trump pela sua defesa do Brasil no encontro do G7”, disse.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •