Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) flagrou, entre o dia 29 de janeiro e o último domingo (02/02), 75 motoristas dirigindo sob efeito de álcool em Manaus. As ocorrências foram registradas durante as operações Lei Seca, realizada em diversas zonas de Manaus. No mesmo período, cinco motoristas foram presos por alcoolemia ao volante, desacato e desobediência.

As operações de trânsito ocorreram em diversas zonas de Manaus e de forma itinerante. No Amazonas, a fiscalização da Lei Seca ocorre por meio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) do Detran-AM, Polícia Civil e Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran). Durante a ação, 1.818 veículos foram fiscalizados, dos quais 89 foram removidos ao parqueamento, sendo 43 carros e 46 motos. Ainda durante a fiscalização de trânsito, 89 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) e 68 Carteiras Nacional de Habilitação (CNH) foram recolhidos.

O objetivo da ação é promover a ordem e bem-estar social no trânsito, além de eventuais autuações quanto ao cometimento de infrações penais. A ação faz parte da estratégia do sistema de segurança pública do Governo do Amazonas para a redução dos índices de criminalidade e ocorrências no trânsito, e integra a mobilização nacional da Lei Seca.

Lei Seca – De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a penalidade para quem dirige embriagado é de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Se o condutor cometer a mesma infração dentro de 12 meses, o valor da multa será dobrado. A Lei Seca não permite a direção de veículos sob efeito de qualquer quantidade de bebida alcoólica ingerida pelo condutor. Caso o índice seja de 0,34 mg/L, o motorista é preso em flagrante.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •