Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-deputado David Almeida (Avante) usou de todo o poder de sua fértil, arejada e prodigiosa mente para defender na última segunda-feira (28), na condição de pré-candidato à prefeitura de Manaus, algumas ideias mirabolantes, digamos assim, para melhorar (com certeza), a vida urbana dos moradores da cidade.

As maravilhas do pré-candidato, possíveis de serem lançadas e implementadas como dinâmica de um possível governo municipal nas áreas de saúde, habitação e na melhoria da mobilidade urbana, foram reveladas no programa, conduzidos por Gerson Severo Dantas e Márcia Lasmar.

É possível que por economia do pouco tempo disponível para debater os temas proposto pelo programa, David Almeida não se preocupou de polemizar suas ideias, como a construção de um elevado saindo da Ponta Negra à Ceasa, que fica do outro lado da cidade, no bairro do Mauazinho, na Zona Sul.

Não é fantástico um monumento de tamanha magnitude, cruzar Manaus de ponta a ponta? Maior que a ponte sobre o rio Negro e por um custo simpático de R$ 900 milhões? Pois é isso mesmo. Duvidam? Então ouçam o vídeo abaixo e, depois, perguntem ao David os detalhes.

Ah! E por falar em elevado, David Almeida propõe, também, a construção de uma ponte a partir do rio Tarumã até a BR-174. Sabem pra que?

Diz ele, e com toda razão, que Manaus não tem mais como crescer pela zona leste sem afetar a reserva Duck, por exemplo, e que a BR-174 não só conteria os transtornos das invasões, mas também, permitiria a expansão da cidade ordenadamente.

Só isso?

Claro que não. David Almeida não brinca em serviço, sonha alto, grandioso e, se eleito, aposta nos R$ bilhões orçamentários disponíveis para alavancar o que ele chamou de “grande via leste oeste” para evitar o caos urbano com a entrada em circulação de 5 mil carros por mês, que corresponde a 60 mil por ano.
 
A grande via leste oeste será o Mindu, o maior igarapé a cortar a cidade de Manaus. Segundo ele, a grande via seria construída às margens do impactado igarapé Mindu até a praça de Aparecida.

Não é genial? Legal mesmo é a tecnologia made in Israel “inteligência artificial”.

Inteligência artificial?

Sim, acreditem.

Com uma espécie de prendedor de roupas presos a dedo indicador ou ao dedão do pé, em 25 minutos a inteligência artificial terá disponibilizado nada menos que o resultado de 30 exames de uma paulada só.

Vejam só que maravilha, não  é mesmo?
Adeus corre-corre, adeus fila de espera, adeus aporrinhação.

Assista a entrevista completa:


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •