Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O médico colombiano Rogélio Alonso Campuzano Cachaya, 44, vítima de tentativa de homicídio em Tabatinga (AM), foi transferido do Hospital de Guarnição do Exército após ter o quadro de saúde estabilizado, e de lá seguiu para um hospital de Letícia, na Colômbia, permaneceu internado em observação e recebeu alta nesta segunda-feira de manhã (13).

De acordo com informações de uma amiga identificada apenas por “Tainá”, Rogelio (que é colombiano, mas naturalizado brasileiro), foi submetido no hospital colombiano a um exame de tomografia que identificou que os disparos atingiram de raspão o rosto, parte da cabeça e o antebraço do médico de maneira superficial.

Rogélio Campuzano já está em sua residência, junto de amigos e correligionários, onde também uma escolta policial faz a sua segurança, à pedido de sua assessoria.

Pré-candidato à prefeitura, é o principal adversário político do prefeito de Tabatinga, Saul Bermeguy (PSD). O médico foi responsável pela vitória esmagadora do governador Wilson Lima, contra Amazonino Mendes, no município.

O delegado do Departamento de Policiamento do Interior (DPI) Mariolino Brito, informou que a Polícia Civil já encaminhou para a cidade um delegado, um escrivão e um investigador. O trio vai reforçar a equipe da PC que já está atuando nas investigações sobre o caso.

“Eles embarcaram agora pela Manhã. A equipe é comandada pelo delegado Antônio Chicre e em breve saberemos o que motivou esse crime”, afirmou Brito.

Em Tabatinga, médico pré-candidato à prefeitura recebe três tiros dentro de clínica


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •