Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer piada com asiáticos, em sua live semanal nas redes sociais. Ao anunciar que o deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ) fará parte da comitiva que o acompanhará em viagem à Ásia no final deste mês, Bolsonaro puxou o canto dos olhos com os dedos indicadores e disse “é só você fazer assim que ninguém vai te achar na multidão”.

Antes disso, Bolsonaro relembrava sua infância na cidade de Eldorado (SP), onde ajudava vizinhos na pesca e na colheita. “Eu pescava em média duas, três vezes por semana, arrastando rede de 0h às 6h nas praias do rio Ribeira de Iguape, pegando aquilo que vocês conhecem como cascudo. Na região era aniá. É um cascudo mais branco, mais encorpado um pouquinho. Tirava palmito do mato também. Hoje, eu estaria preso por crime ambiental”, disse.

“Tirava maracujá também, pretinho, doce, coisa maravilhosa. Da cor do Hélio Negão. Cadê o Hélio Negão? Vem cá, negão. Da cor da careca do Hélio. O pessoal disse que o Hélio sumiu. Sumiu, não. O Hélio vai para a China comigo. Tem algum problema? É só você fazer assim (puxa o canto dos olhos) que ninguém vai te achar na multidão”, acrescentou, aos risos.

Na mesma live, Bolsonaro disse que a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) ocorrerá em “ritmo controlado”. “Falaram que nós, aqui, aquele meu acordo com Trump, que o Eduardo Bolsonaro levou uma rasteira. A verdade é uma só: estavam Argentina e Romênia na frente. Não queremos torcer para que ninguém fique para trás. Eles fazem um rodízio entre um país da América do Sul e outro da Europa”, disse o presidente. (veja.com)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •