Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou sua transmissão semanal ao vivo no Facebook para atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o apresentador Luciano Huck pela compra de aviões com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, afirmando que eles se aproveitaram de uma “teta” existente em governos petistas, do ex-presidente Lula (2003-2010) e Dilma Rousseff (2011-2016).

Bolsonaro destacou que os dois estão na lista divulgada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), em 19 de agosto, que mostra 134 empresas que fizeram financiamento junto ao banco para a compra de  jatinhos executivos da Embraer de 2009 a 2014.

“Olha a caixa-preta do BNDES aparecendo. Apareceu aquela galerinha da compra de aviões por 3% 3,5% ao ano. Que teta, ein? Que isso, ein, Luciano Huck, que teta, ein? (…) Não foi ilegal a compra, reconheço. Mas, poxa. Só pra peixe”, disse.

“João Doria também comprou, João Doria. Comprou também Doria? Explica isso aí. Só peixe amigão do Lula, da Dilma, e depois eu vejo Doria de vez em quando falando: ‘a minha bandeira jamais será vermelha’. É brincadeira, né. Quando ele tava mamando a bandeira era vermelha com o foice e o martelo”, completou o presidente antes de soltar um grito.

Doria e Luciano Huck são dois possíveis adversários de Bolsonaro na eleição à Presidência de 2022.

De acordo com a lista divulgada pelo BNDES, Luciano Huck fez um empréstimo por meio da Brisair Serviços Técnicos e Aeronáuticos Ltda, empresa da qual o apresentador e a mulher, a também apresentadora Angélica, são sócios. O valor foi de R$ 17,7 milhões para a compra de jatinho particular.

Já Doria, para a compra fez um empréstimo de R$ 44 milhões por meio da Doria Associados Consult. e Com. Ltda., em 2010. (Com o Poder 360)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •