Na segunda (17), Mourão esteve com o governador Wilson Lima (PSC), e disse que o encontro foi de temas como os gargalos econômicos do Estado
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vice-presidente da República, General Hamilton Mourão (PRTB), afirmou, na segunda-feira (17), que os governadores da Região Amazônica serão ouvidos sobre as propostas de desenvolvimento sustentável que serão apresentadas no âmbito do Conselho da Amazônia. A declaração foi dada em entrevista à imprensa, em Manaus, na sede do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA).

“Ninguém está excluído (do Conselho). O mote da criação do conselho é porque o presidente Bolsonaro chegou à conclusão que o Conselho estava muito disperso, não há um integração de trabalho, não há controle (…) O Conselho tem que reunir os organismos federais, colocar comando, controle, comunicação, de modo que todos falem a mesma linguagem”.

Hamilton Mourão disse que está percorrendo os estados da Amazônia para captar informações e montar um planejamento para a região sobre o tripé proteção, preservação e desenvolvimento.

“Uma vez juntado tudo isso aí, a minha equipe vai montar um planejamento. E aí nós chamamos novamente os integrantes do conselho [e perguntamos] tá ok isso aqui, tá bom? Chamamos os governadores [e perguntamos] tá bom isso aqui, vocês querem alguma mudança? E vamos executar”, acrescentou.

Antes da coletiva, Mourão, esteve na sede do Governo, na Compensa II, onde foi recebido pelo governador Wilson Lima (PSC) para discutir sobre meio ambiente, proteção da Zona Franca de Manaus, BR-319 e outras questões de infraestrutura no Amazonas, convidou o governador para visita a São Gabriel da Cachoeira (a 853 quilômetros de Manaus), onde Mourão receberá o título de Cidadão Honorífico do município nesta terça-feira (18/02).

O vice-presidente agradeceu a receptividade e prometeu dar encaminhamentos quanto às demandas apresentadas. Eles ainda trataram sobre BR-319 e Zona Franca de Manaus.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •