Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A forte chuva que atingiu Manaus na noite da sexta-feira, 27, revelou que crianças atendidas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Instituto da Criança do Amazonas (Icam) correm risco de vida. Um vídeo mostra a sala sendo completamente alagada com goteiras que parecem cachoeiras.

Localizado no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, a cobertura da UTI do Icam está com a estrutura comprometida. No vídeo é possível ver uma funcionária tentando conter a alagação. As goteiras caem próximos aos leitos de UTI onde ficam os recém-nascidos.

Além de revelar a precariedade da cobertura da unidade, o problema se torna ainda mais sério com as goteiras surgindo entre a rede elétrica das luminárias da sala.

“Estamos correndo risco de vida. Se a cobertura não cair, pode ter um curto circuito e causar uma tragédia já anunciada” diz uma pessoa que não quis se identificar, informando que o problema já é de conhecimento da direção e da Secretaria de Estado de Saúde  (Susam), mas nada foi feito.

Para o presidente do Simeam, Dr. Mario. Vianna, caso uma tragédia venha acontecer, o único culpado é o governo. “Isso é lamentável. Infelizmente para o governo a saúde não é prioridade. A estrutura das unidades de saúde estão comprometidas. Denunciamos o mesmo caso no João Lúcio onde a sala do politrauma ficou alagada durante um temporal. Essa é a realidade que os fenômenos da natureza ajudam a revelar, já que o governo e os órgãos fiscalizadores insistem em se omitir”, denunciou Vianna.

Referência

O Icam é referência no atendimento de crianças com má formação congênita, oferecendo cirurgias neonatais e consultas ambulatoriais em cardiologia pediátrica. Como unidade de internação, boa parte dos pacientes do hospital é oriunda de maternidades.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •