Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

De acordo com nota da Polícia Federal, a ação da manhã desta quinta-feira (1) ocorreu depois de provas e indícios de que um dos investigados, Amin Aziz, estava tentando prejudicar as investigações da Operação Vertex. O irmão do senador Omar Aziz, teria tomado conhecimento prévio da operação policial que estava prestes a ser deflagrada e, munido dessa informação, teria, com o auxílio de um outro indivíduo, identificado como o professor Madison Kleber, removido objetos de sua residência.

No desdobramento da Operação VERTEX, deflagrada hoje, foram cumpridos mandados de prisão temporária e busca e apreensão. Os alvos foram dois bairros de Manaus, Cidade de Deus e Parque 10 de Novembro. Além de Amin, o professor Madison Kleber, também foi preso temporariamente.

Diante do vazamento da ação, foi solicitado medidas cautelares deferidas pela Justiça Federal, no interesse do inquérito policial que apura o caso, têm por objetivo contribuir para o esclarecimento dos fatos no que se refere às hipóteses criminais de vazamento de investigação sigilosa com o objetivo de prejudicar a eficácia da ação policial do dia 19 do mês, e de embaraço a investigação sobre organização criminosa, por meio da ocultação/destruição de provas, além de outros possíveis crimes correlatos.

Defesa de Amin

O advogado Rodolfo Santana, que acompanhou na manhã de hoje a busca e apreensão no apartamento de Amin Aziz, afirma que as alegações de que o empresário teria removido objetos de sua residência com o intuito de prejudicar a investigação policial não faz sentido.

De acordo com o advogado de defesa do empresário, no dia 19, quando a Operação Vertex, foi deflagrada ele (Amin) estava em casa onde foram apreendidas várias provas, como aparelhos celulares e computadores.

“Se ele soubesse, teria pelo menos tirado a filha de dentro de casa para não ver o pai sendo preso”, concluiu o advogado.

Amin Aziz, alvo da Operação Vertex, volta a ser preso em nova ação da Polícia Federal


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •