(Imagem: Arquivo IQN)
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Localizada a 60 quilômetros da cidade de Manacapuru, região metropolitana de Manaus, a comunidade Campinas do Norte tem sido atendida pela Igreja que Navega (IQN) desde o início deste ano. Ali moram cerca de 1.200 pessoas. Em meados de março, os trabalhos da IQN foram alterados por conta das medidas preventivas contra a disseminação do novo coronavírus.

Com o isolamento social e a orientação de se evitar aglomerações, ela começou a realizar suas atividades para alcançar  a comunidade através da Rádio Amazônia de Esperança, que é transmitida de dentro do próprio barco. “Conseguimos preparar uma grade de programação que incluiu a transmissão da Semana Santa com o pastor Luís Gonçalves para mais de 500 pessoas da localidade”, explica o pastor Frank Souza, responsável pelo templo flutuante.

Todos os dias, as cinco comunidades que compõem a região de Campinas do Norte podem ouvir as mensagens. A programação começa às cinco horas da manhã e segue até o meio-dia. Depois, retorna a partir das duas horas da tarde, seguindo até dez horas da noite. “Através da rádio, orientamos os ouvintes acerca das medidas preventivas para evitar o contágio e também levamos esperança aos comunitários em meio à crise”, destaca Souza.

O agricultor Manuel da Silva é um dos moradores que tem acompanhado a programação da rádio desde o início. Ele e a família já decidiram ser batizados e aguardam o fim do isolamento social.

Classe Bíblica

No mês de maio, a rádio deu início à classe bíblica “Esperança em Tempos de Crise”, uma série com 21 temas. Foi criado um grupo de WhatsApp para interação com os ouvintes durante a programação diária. Com duração de duas horas, conta com a participação diária de cerca de 150 ouvintes. “Temos entrado em contato com os interessados que querem estudar a Bíblia”, explica o pastor da embarcação.

Ele também tem atendido nos lares, seguindo as precauções de higiene, estudando a Bíblia com os interessados. “Realizamos visitações a esses ouvintes (usando máscaras) que solicitam nossa visita para confirmação de suas decisões de entregarem a vida a Jesus. Estamos na metade do evangelismo e já temos a confirmação de dezoito pessoas”, pontua.

Para o presidente da Igreja Adventista na região norte e centro-oeste do Amazonas (ACeAm), pastor Waldony Fiuza, a Igreja que Navega é um instrumento precioso para o cumprimento do evangelho no Amazonas. “Ela cumpre uma missão específica, levando o evangelho às comunidades distantes, onde não temos a presença adventista”, destaca.

Ações

Além dos estudos pela rádio, são realizados programas sobre saúde, família e educação de filhos. Estão sendo preparados conteúdos específicos para as crianças e saúde da mulher. Enquanto a quarentena continuar, a IQN aguarda a autorização para reabrir o auditório.

Neste período está sendo negociado a compra de um terreno para a construção de um templo adventista na comunidade, que terá capacidade para 80 novos discípulos. Assim que terminar o distanciamento social será realizada uma ação de saúde para atender cerca de 500 pessoas.

Médicos, dentistas, enfermeiros, fisioterapeuta, psicólogo e assistente social farão os atendimentos gratuitos. “Estamos apenas aguardando o fim do isolamento social e a volta às atividades normais para trazer a equipe à comunidade”, explica Souza. Em parceria com voluntários do município de Manacapuru também serão doadas cestas básicas para as famílias previamente cadastradas. As informações são de


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •