Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em visita à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta sexta-feira (12), o embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, manifestou ao presidente da Casa, deputado Josué Neto, o interesse em ampliar os investimentos no Estado. Um dos assuntos abordados na reunião foi o interesse de compra de créditos de carbono, em torno de 50 milhões de Euros, para alavancar o desenvolvimento sustentável do interior do Amazonas.

“Um dos objetivos da nossa vinda é obter uma avaliação do trabalho do Fundo Amazônia aqui na região, mas também viemos falar sobre as companhias alemãs que querem fazer mais pelo meio ambiente. A Volkswagen, por exemplo, está considerando investir 50 milhões de euros a fim de comprar crédito  da indústria de carbono aqui”, disse o embaixador.

Georg destacou que em visitas a empresas como BMW e Honda, constatou que as mesmas não podem sobreviver sem a existência da Zona Franca de Manaus (ZFM), colocando a Alemanha como uma aliada na defesa do modelo econômico do Estado.

Após a afirmação, o presidente do Parlamento afirmou que não há nada mais importante para a floresta amazônica que fica dentro do Amazonas, do que a Zona Franca. “Não há nada mais importante para preservar a Amazônia do que a manutenção dos incentivos e das vantagens comparativas que temos. Entre incentivos que nós recebemos e impostos que nós recolhemos aqui e devolvemos para a União é muito superior aos incentivos que recebemos”, frisou Josué.

Ainda durante a reunião, o deputado falou sobre as diversas matrizes econômicas que o Amazonas possui como o nióbio, potássio, gás natural, entre outras, além da possibilidade do embaixador viabilizar a vinda de uma empresa especializada em energia solar para desenvolver e tornar realidade o setor no Estado.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •