Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

“Era uma vez…”

Os contos fazem parte da infância, com histórias envolventes que deixam todas as crianças atentas, além de ensinar lições para a vida toda.

E é brincando com o imaginário dos pequenos que o Teatro Manauara preparou a Temporada de Teatro “Era uma vez” com 4 espetáculos diferentes, preços populares e novas possibilidades de diversão em família. Durante os dias 8, 9, 15 e 16 de março, convidamos todos a curtirem boas histórias e darem muitas gargalhadas com essa programação especial para a criançada.

ENCANTAR – 08/03 – 17h

Encanta, histórias do mundo! É uma viagem musical através de personagens e contos de diferentes culturas. Tudo se revela quando Pedro, um menino que adora nadar nas águas do Rio Negro, começa a se corresponder com Henrique, filho da melhor amiga de infância de sua mãe e que mora em outro continente. Cada postal e e-mail recebido é uma aventura e o palco se transforma em lugares inusitados. Hora num navio em alto mar, hora em uma floresta africana e até num castelo medieval.
Texto e Direção: Roger Barbosa e Mariana Baldoino;

A TURMINHA DA FLORESTA – 09/3 – 17h

Um menino nascido em uma pequena e distante cidade do interior do Amazonas, chamado Zé Caboquinho, perde-se na floresta ao tentar seguir um bando de pássaros. A partir daí acontecem muitas coisas que irão mudar sua vida para sempre. Seu sonho de falar com os animais é realizado, e mesmo sem saber, encontra uma árvore mágica, que realiza os desejos das pessoas. E é assim que encontra pela frente aqueles que serão seus melhores amigos: Rosinha (boto cor-de-rosa), Pintado (onça pintada) e Miss Cunhatã (pequena índia).

Com o intuito de ajudar Zé Caboquinho a voltar para sua casa e preocupados em livrá-lo de possíveis encrencas, os amigos o acompanham pela floresta e vivem momentos de aprendizado durante todo o percurso: aprendem a preservar os recursos naturais, a obedecer aos pais, e o valor de uma verdadeira amizade.

EU CHOVO, TU CHOVES – 15/03 – 17h

‘Eu chovo, tu choves, ele chove’ – uma de suas peças mais premiadas – é um exemplo de que como é fácil fazer chover boas idéias. Com seu texto ágil e divertido, a autora faz um delicioso e bem humorado elogio à liberdade, mostrando como um simples pingo de chuva pode subverter a ordem estabelecida e transformar a vida numa grande aventura. Um chuveiro mandão, uma sereia perua, um ovo mudo que aprende a falar de repente, uma ova muito prendada e um pingo de chuva atrapalhado. Tudo pode acontecer quando essa turma do barulho se encontra. No mundo criativo da Companhia Metamorfose e de Sylvia Orthof tudo pode acontecer.
Direção: Paula Andrade

ARI AREIA – 16/03 – 17h

ARI AREI,UM GRÃOZINHO APAIXONADO.

Quando os elementos da natureza se unem pra realizar um sentimento tão humano.

É muito bom, quando a gente faz ARTE e mostra para os pequenos que, então, eles podem ser a Felicidade, o Amor e a Paz.

Ari Areia e sua poesia

É da singeleza do texto Ari Areia um Grãozinho Apaixonado que nasce seu lirismo. E esse lirismo diz respeito antes à afetividade e à força por ela originada, capaz de mover o mundo até atingir a plena realização do ser apaixonado. O encontro da praia e do céu nesta peça representa o encontro do homem com o impossível.

Sonhar é preciso e independe da idade do sonhador. Ari Areia nos fala realmente de "coisas necessárias". Em busca da utopia via o herói Ari, amparado por amigos, fracos fisicamente mas poderosos na criatividade.

Nessa peça é a natureza, em seus elementos simples como a brisa, o sapo, o galo, as pedras, o grão de areia, a estrela que se une para realizar o desejo gigantesco de um sonho de amor.

SERVIÇO
Era Uma Vez…
Dias:08, 09, 15, 16/03
Horário: às 17h
Local: Teatro Manauara
Pontos de Vendas: Bilheteria do Teatro Manauarae www.ingresse.com
Ingressos: Plateia 10,00 (meia)
Informações: 3342-8030 ou pelos sites:www.teatromanauara.com.br


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •