Eduardo Cavalcante
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mais de 77% dos estudantes das zonas norte e leste de Manaus compareceram às unidades escolares da rede pública estadual, desde a última segunda-feira (10). Os dados foram disponibilizados pela Secretaria Executiva Adjunta da Capital (GSEAC). De acordo com o relatório, dos 46,6 mil alunos previstos na duas zonas, 35,8 mil assistiram às aulas presenciais durante a primeira semana de retorno.

Eduardo Cavalcante

Durante a volta às escolas, gestores, professores, pedagogos e demais servidores permanecem atentos a uma série de protocolos de saúde que devem ser priorizados para o funcionamento das atividades em Manaus. Além disso, uma equipe acompanha todo o processo de entrada, permanência e saída da unidade de ensino, com intuito de orientar os estudantes sobre o uso de máscaras, distanciamento mínimo e outras medidas que são obrigatórias nas dependências da escola.

O gestor da Escola Estadual Cid Cabral, Kledson Farias, localizada no bairro Fazendinha, reforça o comparecimento dos alunos às aulas presenciais. “Nós estávamos com um certo desfalque por conta da insegurança e do receio de pais e responsáveis, mas, ao longo da semana, já tivemos um aumento significativo da presença deles [estudantes] na escola e isso reflete o quanto é necessário que continuemos seguindo à risca as medidas de saúde do Plano de Retorno às Atividades Presenciais da secretaria”, relatou Kledson.

Na Escola Estadual Sebastiana Braga, a aluna Blenda Nicolle conta que as aulas presenciais são de extrema importância para o aprendizado de alunos finalistas. “As aulas remotas foram muito importantes durante o período de isolamento social, porém, vejo que, também, foram um pouco desgastante. Eu assistia às aulas, mas não conseguia ter um entendimento pleno comparado ao que eu tenho na sala de aula”, explicou.

A professora Juliana Moraes que, atualmente, leciona na EE Artur Amorim, também na zona norte, afirma que a unidade permanece em pleno funcionamento e, aos poucos, os alunos estão retomando e se sentindo mais seguros na escola. “Os nossos estudantes estão passando por esse processo de adaptação e é normal que, desde o início, a gente não tivesse 100% de aproveitamento nas demandas escolares. Mas, aos poucos, percebemos um maior número de alunos voltando para o colégio e, principalmente, conscientizando-se dos cuidados necessários”, pontuou.

Busca ativa –  Em junho deste ano, dois meses antes do retorno às aulas presenciais, em Manaus, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto deu início a um dos seus principais projetos pedagógicos, que visa o regresso seguro e responsável dos alunos da rede estadual à escola: o “Busca Ativa do Escolar”, que integra o Plano de Retorno às Atividades Presenciais da secretaria. 

A iniciativa, desempenhada por integrantes da Gerência de Programas e Projetos Complementares (GPPC), tem como objetivo assegurar o retorno, por meio do contato (via ligação telefônica e redes sociais) com as famílias e estudantes maiores de idade, daqueles alunos que, por algum motivo, não estavam acompanhando as transmissões do “Aula em Casa” durante o período de isolamento social ocasionado pela Covid-19.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •