Valeria Gonçalvez/ Estadão
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com escolas fechadas desde março, pais passaram a contratar professores para irem em casa ensinar os filhos, em pequenos grupos de amigos ou em aulas particulares. O que antes da pandemia era um serviço de ajuda apenas para alunos com dificuldades de aprendizagem, hoje tornou-se uma solução para a educação de crianças e adolescentes isolados por causa do coronavírus. Algumas famílias até já tiraram as crianças pequenas da escola infantil, outras acreditam que os estudantes precisam de ajuda profissional para lidar com as aulas online. Com informações de Estadão.

É um mercado que cresce rapidamente a cada mês de escolas fechadas. O Estadão conversou com algumas professoras que passaram a fazer o serviço e todas elas disseram que não têm mais horários e recusam novos alunos. Por causa da procura, a hora aula de um professor particular chega até a R$ 250 – ficava em torno de R$ 100 antes da pandemia. 

O mesmo fenômeno acontece fora do Brasil. Nos Estados Unidos, pais de classe alta têm contratado tutores ou organizado o que eles chamam de “learning pods” (bolhas de aprendizagem), com a ideia de que aquele pequeno grupo de crianças está protegido porque as famílias estão isoladas. Para especialistas, apesar de ser uma solução compreensível em tempos de escolas fechadas, pais precisam ter cuidado com a ansiedade para controlar uma eventual perda de conteúdo em um momento de exceção como o atual. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •