Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Todos os ingressos colocados à venda pela internet para a partida inaugural da Arena da Amazônia foram esgotados na manhã desta quarta-feira (05/03) e não haverá mais venda oficial na Arena Amadeu Teixeira.

Os compradores que adquiriram o ingresso pela internet devem trocar os vauchers da compra pelo bilhete que dará acesso ao estádio. O período de troca começou hoje (05/03) e encerra na sexta-feira (07/03). O horário de funcionamento dos guichês de troca é das 8h às 12h e de 14h às 18h, na Arena Amadeu Teixeira. “Importante as pessoas saberem que não haverá venda nos guichês. Não haverá mais venda de ingressos porque todos foram vendidos”, explicou o coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa, Miguel Capobiango Neto.

O site responsável pela venda dos ingressos informou que teve mais de um milhão de acessos nos primeiros 50 minutos de venda, na segunda-feira (03/03). No total, o estádio vai receber um público de 20 mil pessoas, sendo sete mil operários que trabalharam na construção da Arena, que foram contemplados com entrada gratuita.

No dia do evento (09/03), os portões serão abertos às 14h30. A partida está marcada para começar às 18h30, horário de Manaus. Miguel Capobiango informou ainda que os torcedores receberão orientação de voluntários para que não haja dificuldade para acessar o estádio e encontrar os seus assentos, uma vez que os ingressos são para assentos numerados.

Compradores

O universitário Mateus Farias Barros, 18, torcedor do Nacional, foi o primeiro a chegar à Arena da Amadeu Teixeira, às 5h30, para retirar os três ingressos adquiridos. “Quis garantir logo um lugar na inauguração da Arena. Nunca entrei no estádio, essa vai ser a primeira vez e entrar na nova Arena vai ser muito especial”, afirmou o estudante que conseguiu fazer duas compras no site.

Para o industriário Aluízio Ferreira, 54, que também estava na fila para retirar os dois ingressos comprados, a expectativa para conhecer o estádio é grande. “A expectativa é que tudo corra bem. Vamos ver como é o acesso para chegar lá, ver o conforto das cadeiras, enfim, o que a gente espera é que tudo ocorra da melhor forma possível”, disse.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •