FOTOS: Michael Dantas
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O espetáculo “Recomeço”, da Amazonas Band, encerra, nesta segunda-feira (31/08), a programação do “A Arte Agradece a Vida”, projeto do Governo do Amazonas, por meio das secretarias de Cultura e Economia Criativa e de Saúde (Susam), para homenagear profissionais da saúde. A apresentação está marcada para as 20h, no Teatro Amazonas. 

O evento é fechado para médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, maqueiros, técnicos, bombeiros, agentes de portaria e serviços gerais que atuam no combate à Covid-19 nos hospitais e unidades de saúde do Estado, mas o público pode acompanhar pelo Facebook do Governo do Amazonas, pelo Facebook e YouTube da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e pela TV Encontro das Águas, no canal 2.1, da TV aberta.

Segundo o titular da pasta de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, o balanço das atividades foi positivo, uma vez que também foram avaliados os ajustes em procedimentos necessários para receber o público a partir da retomada de espetáculos no palco do maior patrimônio histórico do Estado.

Michael Dantas

“Neste mês, além de homenagear os profissionais da saúde, responsáveis pelo controle e flexibilização do momento em que nos encontramos, conseguimos entender, na prática, o comportamento das pessoas nesta volta, e quais são os pontos que precisamos reforçar para garantir a segurança de todos, público, artistas e colaboradores”, comenta. “No palco e na plateia, trabalhamos com um número reduzido de pessoas, com distanciamento, entre outros protocolos estabelecidos por órgãos sanitários”.

Para o secretário interino de Saúde, Marcellus Campêlo, é importante reconhecer o trabalho dos profissionais com iniciativas como acesso a concertos e gratuidade em visitas turísticas. 

“Estamos vivendo a recuperação do estado pós-pico da pandemia, e isso só está sendo possível pelo trabalho desses profissionais ao longo desses meses. Todas as homenagens que prestarmos não serão suficientes para expressar o tamanho da nossa gratidão e do nosso respeito a quem se dedicou e continua se dedicando a salvar vidas das vítimas da Covid-19”, comenta o representante da Susam. “A homenagem marcou uma nova fase para o Amazonas nessa luta que temos enfrentado com a pandemia”. 

Celebração –  Sob a regência do maestro Rui Carvalho, a Amazonas Band vai revisitar composições que fazem parte de sua história, incluindo algumas apresentadas em edições do Festival Amazonas Jazz. Entre elas, “Tristeza”, de Haroldo Lobo e Niltinho; “The Mighty Urubamba”, de Daniel Barry; “Berimbau”, de Baden Powell e Vinicius de Moraes; “Aquele abraço”, de Gilberto Gil; e “Latin Import”, de John Fedchock.  Conforme o regente, o concerto abre uma série especial de apresentações para comemorar o legado da orquestra para a cultura amazonense.

“Essa é nossa forma de dizer muito obrigado ao público que nos apoiou ao longo dessas duas décadas”, afirma Rui Carvalho.  

A Amazonas Band foi constituída em abril de 2000, com o propósito de difundir a música instrumental no Amazonas, privilegiando as vertentes do universo popular. O grupo coleciona participações em nove edições do Festival Amazonas Jazz e no projeto “Amazonas Band Convida”, dividindo o palco com diversos artistas consagrados.

Entre os nomes que se apresentaram com a banda estão David Liebman, Bob Mintzer, John Fedchock, Cláudio Roditi, Chico Pinheiro, Jeremy Pelt, Jimmy Greene, Ed Sarath, Dave Hanson, Daniel Barry, Steve Mostovoy, Felipe Lamoglia, Marcelo Coelho, Altair Martins, Bruno Mangueira e a cantora Leila Pinheiro.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •