Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Preso na quarta-feira (01/07), o falso médico Leonardo de Souza Pimentel, de 38 anos, sedava as vítimas antes de estuprá-las em seu escritório no Rio de Janeiro (RJ), informou a Polícia Civil.

Pelo menos três mulheres procuraram a delegacia para denunciar o homem, que não tem autorização para realizar os procedimentos estéticos, apesar de ser dono de um consultório.

De acordo com investigadores, o criminoso aliciava as vítimas na rua ao se apresentar como médico esteticista. Ele prometia procedimentos mais baratos para que as pacientes pudessem pagar.

Já no consultório, as mulheres recebiam injeções. Elas não sabiam do que se tratava e ficavam entorpecidas. Era neste momento que o estupro ocorria, conforme as denúncias.

As vítimas relataram ainda à Polícia Civil que não ficavam desacordadas. Isso porque se lembravam de tudo o que estava acontecendo, mas não conseguiam oferecer resistência.

Leonardo foi preso no próprio consultório por estupro de vulnerável, exercício ilegal da medicina e crimes contra a saúde pública. A delegacia procura identificar outras vítimas. (Metrópoles)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •