Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na última quarta-feira (12), a amazonense Alice Victoria Albuquerque de 15 anos, foi morta vítima de uma facada na nuca, na cidade de Rotterdam, na Holanda. A principal suspeita de desferir a facada é uma adolescente de 16 anos, que estudava com Alice. Agora a família pede ajuda pra trazer o corpo, para ser velado no Amazonas.

Alice morava na cidade holandesa com a mãe e o padrasto. Segundo sites de notícias locais divulgaram, a principal suspeita do crime era amiga de Alice e tinha interesse amoroso pela vítima, que não correspondia às investidas.

Edgelly Albuquerque, tia de Alice, afirmou que os jornais locais falam sobre essa paixão não correspondida. “A Alice só queria a amizade dessa menina e nada mais. A minha irmã (mãe da adolescente) não gostava dessa amizade. Nunca gostou. E se soubesse que ela ia até a casa dessa menina, certamente não teria deixado”, disse em entrevista ao G1.

Momentos antes do crime, Alice teria recebido uma mensagem da adolescente afirmando que queria conversar, e por isso, Alice foi até a casa dela. A ambulância chegou até o local, mas a menina Alice não resistiu.

A jovem acusada de ser a autora do crime, a mãe e as duas irmãs mais velhas da suspeita também foram presas na Holanda.

Cidadania holandesa

“O governo de lá não queria liberar porque ela tinha a cidadania holandesa. Então elas não viram muito sentido. Mas os amigos dela estavam se mobilizando, chegaram a fazer uma manifestação e parece que vamos conseguir trazer o corpo. Estamos esperando uma resposta do Consulado”, disse a tia de Alice.

Família

Na manhã deste domingo (16), a família e amigos se reuniram no Largo São Sebastião, para pedir Justiça por Alice Victoria; além de chamar atenção e pedir apoio do consulado brasileiro e Itamaraty, para trazer o corpo ao Amazonas.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •