Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O site Fato Amazônico, ao publicar a matéria com o título "Prefeito de Silves toma cadeira de rodas de deficiente por mãe ter ido ver Eduardo Braga" em nenhum momento falou alguma inverdade e foi escrita sim por um jornalista, Elcimar Freitas, da DRT-Am 000451, que é um dos sócios, ou seja, proprietário do portal que tem tanta credibilidade que temos hoje mais de 23 mil curtidas no Facebbok e mais de 50 mil acessos no portal.

Hoje ao voltamos a falar da tomada da cadeira de rodas, para dar uma resposta ao que foi postado no Facebook da Prefeitura de Silves, onde afirmaram que a notícia foi veiculada por um site sem credibilidade e não teria sido feita por um jornalista e por isso revolvemos ir mais a fundo na notícia, e vamos provar publicando o Boletim de Ocorrência (em anexo abaixo), registrado por Raimunda Tânia Freitas Martins, de que funcionários da Prefeitura de Silves, com a certeza a mando do prefeito Franrossi de Oliveira Lira, mais conhecido como “Bojó”, do PSD, partido do ex-governador Omar Aziz, tomaram a cadeira de rodas.

Veja aqui o que foi publicado no Facebook da Prefeitura de Silves

No BO, registrado dia 5 do mês passado, na Delegacia de Silves, Raimunda Tânia, comunica que tinha uma cadeira de rodas cautelada pela prefeitura do município, que era usada por seu filho o menor portador de necessidades especiais Geovanilson Martins da Silva, de 14 anos. Mas funcionários da prefeitura sem nenhuma explicação foram a sua casa buscar a cadeira.

Tânia, afirma ainda que sem cadeira de rodas, que lhe foi cautelada desde abril do ano passado, agora tem de carregar seu filho quando precisa levá-lo a qualquer lugar.

Perdeu a cadeira por acompanhar visita de Braga

No município todos afirmam que o menino perdeu a cadeira de rodas depois que a mãe dele, Raimunda Tânia Freitas, resolveu ir a visita do senador Eduardo Braga (PMDB), ocorrida em maio ainda pré-candidato ao governo do estado contra o candidato do ex-governador Omar Aziz (PSD), o hoje governador José Melo (PROS) que tenta a reeleição.

Eduardo Braga, foi a Silves, onde caminhou com o povo que aguardava sua chegada para falar dos problemas como iluminação pública, asfaltamento de ruas em bairros como Curuçá e Plínio Coelho, autoescola e subvenção para a renovação de frota para mototaxistas, foram algumas das reivindicações dos comunitários.

Lá Braga, disse ter ficado triste em ver uma escola que construiu praticamente abandonada.

E foi por ir ver de perto as palavras de esperança que o senador líder do governo federal em Brasília, que Tânia Freitas, acabou perdendo o único meio de carregar seu filho.

Sem a cadeira de rodas, que foi dada pelo prefeito Bojó, com recursos públicos para esta finalidade, Tânia paga caro por ter ido ouvir as palavras de Eduardo Braga, pois hoje para andar com seu filho pela cidade ela tem carregá-lo nos ombros.

“É difícil. Eu nunca imaginei que só por ter ido aquela caminhada do Eduardo, meu filho perderia a cadeira de rodas”, disse com lágrimas nos olhos a doméstica, informando que registrou uma queixa contra o prefeito na delegacia do município.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •