Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Carol Marchezi, ex de Felipe Araújo e mãe de Miguel, filho que teve com o cantor, fez um longo desabafo sobre o artista nas redes sociais.

Nas mensagens, ela acusa Felipe de brigar judicialmente para reduzir a pensão alimentícia do bebê de apenas 1 ano.

Ela ainda alega ter sido agredida moral e psicologicamente pelo cantor. “O genitor do meu filho veio na minha direção, apontando o dedo no meu rosto, com tom de voz alterado, e dizendo a quem quisesse ouvir: ‘Vou contratar os melhores advogados e vou tirar o Miguel de você’”, relatou.

De acordo com a revista Quem, a defesa do cantor negou pedido de desconto na pensão do menino, afirmando que Felipe sempre ajudou a ex financeiramente.

“A defesa informa que Felipe jamais ajuizou qualquer ação para reduzir a pensão alimentícia do filho Miguel. Esclarece que quando a Sra. Carolina estava grávida de 7 meses, Felipe ajuizou uma ação de fixação de alimentos gravídicos (ou seja, antes mesmo da realização de exame de DNA)”, declarou.

Na sequência, os advogados garantiram que o artista paga, mensalmente, o valor determinado pelo juiz para a pensão do bebê e que, mesmo com o cancelamento de shows durante a pandemia, ele cumpre o combinado.

“A defesa de Felipe informa que paga mensalmente ao menor Miguel o valor fixado pelo poder judiciário, e, que mesmo sem realizar qualquer show há mais de 3 três meses vem cumprindo fielmente com o determinado pela decisão judicial. Quanto a alegação de que Felipe supostamente esta buscando a guarda do menor, notadamente se trata de uma inverdade descabida, vez que sequer cogitou essa situação, pois entende e concorda que o filho deve residir com a genitora”, continuou.

Sobre a suporta agressão, a defesa negou ter conhecimento dos fatos. (Metrópoles)

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •