Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Gazeta Esportiva – Apesar de não ter contratado nenhum reforço para 2020, o trabalho do São Paulo durante a intertemporada sugere que a equipe passará por algumas mudanças quanto ao seu estilo de jogo. Sempre priorizando a manutenção da posse de bola, Fernando Diniz monta uma equipe com iniciativa, mas que não sofra quando perde a bola.

Levando em consideração os jogos-treino contra a Caldense-MG e Juventus, seria uma surpresa se Diniz escalasse um volante de marcação. Isso porque o treinador compôs o seu meio-campo com Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes, jogadores que não tem essa característica.

Caso esse seja o trio titular durante a temporada, a tendência é que Dani Alves finalmente assuma uma posição fixa no elenco. Desde que chegou ao São Paulo, em agosto, o jogador já atuou como lateral-direita, meia direita e meia central.

Como substituto natural de Daniel Alves para a posição de segundo voltante está Liziero, que sofreu com lesões no ano passado, mas já demonstrou consistência e qualidade na saída de jogo.

Além disso, assim que Igor Gomes voltar do Torneio Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira sub-23, Fernando Diniz terá mais uma opção à sua disposição para disputar vaga com Hernanes, outro atleta que passou parte de 2019 no departamento médico.

Antony também foi chamado para defender a amarelinha. Diante da ausência de uma das principais peças do São Paulo para o início da temporada, Diniz optou por não mudar seu estilo de jogo. Algo que rendeu frutos no primeiro jogo-treino do ano, uma vez que Helinho correspondeu às expectativas e marcou duas vezes.

Tirando Rojas, que ainda se recupera de uma lesão, o Tricolor tem como principais opções Everton e Toró.

O São Paulo fará sua estreia já nesta quarta-feira. Os comandados por Fernando Diniz terão pela frente o Água Santa, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, pela primeira rodada do Campeonato Paulista.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •