Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma filha conseguiu achar o pai biológico porque o nome dele foi sugerido como amigo pelo Facebook. Karen Harris, de 56 anos, foi dada para adoção logo que nasceu, no início dos anos 1960. Os pais delas eram adolescentes na época e não se casaram.

Quando Karen completou 18 anos, ela procurou uma agência de adoção para tentar rastrear os pais biológicos. Ela não sabia praticamente nada sobre a família, mas depois que uma assistente social compartilhou com ela detalhes que eles poderiam ter, Harris primeiro conseguiu encontrar a mãe biológica dez anos depois.

Faltava então encontrar o pai. Ela sabia que ele era eletricista de Croydon e seu nome era Trevor Sinden, mesmo assim não conseguiu localizá-lo na época.

O aviso

Décadas depois, o nome dele apareceu no recurso “Amigos sugeridos” do Facebook.

Karen Harris vive em Penryn, na Cornualha e Trevor Sinden a mais de 500 km de distância, em Kent, EUA. Ao vasculhar o perfil e histórico on-line, ela percebeu que poderia estar realmente olhando para o pai.

Conversas

Os dois conversaram por várias semanas antes de se encontrarem pela primeira vez, na semana passada e ambos disseram que era como se se conhecessem a vida inteira.

“É tão surreal que as chances de se encontrar são tão pequenas”, disse Sinden, 72 anos.

“Procurei na internet, mas nunca a encontrei. É cedo, mas sinto que já nos conhecemos muito bem. Se não fosse pelo Facebook, não teríamos nos conhecido.”

O encontro

O pai e a filha decidiram se encontrar em Lyme Regis, Dorset, a meio caminho entre Cornwall e Kent. Quando se viram pela primeira vez, eles se abraçaram por tanto tempo que um pedestre disse: “Espero que vocês se conheçam.”

Eles tiveram muito o que fazer nos dias seguintes, que foram gastos em caminhadas e em passeios. Harris também foi apresentada a dois de seus primos e passou “um tempo maravilhoso com muitas memórias novas”.

Gratidão

“É algo que alguém que não é adotado provavelmente não consegue se identificar ou entender, mas muda a maneira como você olha o mundo. Agora há alguém como eu, me amando por mim e eu aprecio cada momento. Sou incrivelmente abençoada por encontrá-lo agora.”

Com informações do GNN e Só Notícia Boa.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •