Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O laboratório público da Fiocruz (Farmanguinhos), vinculado ao Ministério da Saúde, celebra nesta terça (14) um acordo de cooperação com as empresas GSK e Viiv para o desenvolvimento e a produção de antirretrovirais no Brasil.

A parceria prevê a transferência de tecnologia do Dolutegravir, medicamento que é distribuído pelo SUS a mais de 300 mil pacientes portadores de HIV. Segundo a Folha de S.Paulo o número representa cerca de metade das pessoas soropositivas atendidas pelo sistema de saúde.

O acordo inclui também o desenvolvimento conjunto de uma nova formulação de antirretroviral que reúne, em um único comprimido, os princípios ativos Dolutegravir e Lamivudina, este em uma nova concentração.

Além da redução do número de comprimidos a serem tomados, a combinação espera produzir menos efeitos colaterais nos pacientes.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •