Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), divulgou ontem o balanço da operação Lei Seca em Manaus. Nenhum acidente envolvendo a combinação de consumo de álcool e direção veicular foi registrado no período da Copa do Mundo em Manaus. A informação é do diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza.

Segundo dados do órgão, ao todo, 340 motoristas foram flagrados dirigindo alcoolizados na capital, na operação que iniciou no dia 12 de junho. Apesar deste número, Feitoza afirmou que uma vez identificados os motoristas chamaram amigos ou familiares para conduzirem os veículos, o que colaborou para o não registro de acidentes. O trabalho de conscientização também é feito.

“Graças a Deus nesta Copa mundo não tivemos nenhum acidente associado ao consumo de álcool e direção. No primeiro dia nós ficamos assustados pois flagramos 112 motoristas alcoolizados, mas as pessoas entenderam a nossa mensagem e ao longo do período esse número veio caindo", afirmou. "Além de fiscalizar, estamos investimento muito na educação dos motoristas. Todos os dias o Detran está presente em todos os locais de aglomeração de pessoas, seja no Largo São Sebastião, no Fifa Fan Fest, Eldorado e arena para levar a nossa mensagem da educação”, destacou.

Ainda de acordo com o diretor-presidente, o órgão atua também para orientar os turistas que visitam a capital. “Nós temos pessoas bilíngues no Detran para que falem aos turistas para que eles saibam que no Brasil há uma lei que proíbe álcool e direção e as pessoas entenderam. Manaus tem sido bem avaliada nesta copa e queremos que isso permaneça também depois. Em relação ao trânsito, Detran e Manaustranas trabalharam muito para que hoje possamos comemorar esses dados e melhor, sem acidentes”, disse.

Ao todo, 105 veículos foram apreendidos, sendo 50 carros e 55 motocicletas. Além do combate à perigosa combinação álcool e direção, o Detran-AM também apreendeu 48 carteiras de habilitação que estavam vencidas. Outros 132 veículos foram apreendidos por atraso no licenciamento. Para a operação Lei Seca, o Detran-AM atua com 575 agentes que estão na ruas para a realização das fiscalizações e ações de conscientização dos motoristas.

Lei Seca – Em 2013, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determinou a tolerância zero para motoristas flagrados dirigindo alcoolizados. A resolução 432 do Contran tornou mais rígida a aplicação da Lei Seca e desde então não é mais permitida qualquer quantidade de álcool por litro de sangue. A infração permanece avaliada como gravíssima e a multa é de R$ 1.915,40, além de o motorista ser proibido de dirigir por um ano.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •