Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Após anunciar testes semanais no departamento de futebol para a detectar coronavírus, o Flamengo cancelou a nova bateria que seria feita nesta segunda-feira. A atitude da diretoria aconteceu depois das autoridades cariocas admitirem que podem restringir ainda mais a circulação de pessoas no Rio de Janeiro.

Com a atitude, os dirigentes rubro-negros preferiram esperar as novas medidas das autoridades para novamente mirar o retorno das atividades no Ninho do Urubu. Por isso, o elenco flamenguista vai seguir com os treinos virtuais nos próximos dias.

Na primeira bateria de testes, 38 pessoas, sendo três jogadores, foram comunicadas que estavam positivas para o coronavírus. Nenhuma teve a identidade revela. Todas foram colocadas em quarentena e vão seguir com a supervisão do departamento médico do Flamengo.

O retrocesso na atitude foi um balde de água fria nas pretensões do Flamengo em voltar aos treinos presenciais. Os rubro-negros chegaram a assinar um documento divulgado pela Ferj que pedia a volta das atividades nos clubes.

Mesmo assim, os dirigentes rubro-negros seguem com o intuito de retornar as atividades tão logo sentirem confiança. Uma medida judicial não está descartada entre os flamenguistas. No entanto, o objetivo não é entrar em atrito com as autoridades cariocas.

A vontade do Flamengo em voltar aos treinos e apressar o retorno dos campeonato tem como objetivo aliviar as finanças do clube. A paralisação do futebol causou muito prejuízo aos cofres rubro-negros, que tiveram que demitir funcionário e entrar em acordo para a redução salarial do elenco. (Gazeta Esportiva)


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •